Terça-feira, 23 de Abril de 2019
publicidade
1.gif
publicidade
publicidade

Notícias

Amazonense ganha bolsa em duas das maiores universidades norte-americanas e fica indeciso

Estudante Henrique Melo precisa escolher entre a universidade Columbia University, em Nova Iorque, ou Wharton School of Bussines, na Pensilvânia


10/04/2015 às 14:07

Aos 17 anos, o estudante Henrique Melo vai começar a realizar um sonho que demorou quatro anos para se tornar realidade: cursar o ensino superior nos Estados Unidos da América (EUA). Desde que descobriu a possibilidade de conquistar bolsas de estudos no exterior, o garoto se dedica e conseguiu ser aceito em seis universidades norte-americanas.

Com as cartas de aceite na mão, Henrique agora tem até o dia 1º de maio para decidir entre duas das maiores universidades americanas, a Columbia University, em Nova Iorque, e a Wharton School of Bussines, na Pensilvânia. Segundo Henrique, das seis que o selecionaram, apenas essas duas ofereceram bolsa que garante uma parte do pagamento anual.

Até receber pelo correio as confirmações, Henrique precisou de muito esforço e dedicação. “Primeiro tive que pesquisar, ver como era possível, o que eu podia fazer para conseguir. Quando comecei, na 9ª série, precisei pesquisar muito até entender. Meus pais entenderam que eu podia tentar conseguir bolsas e eles me deram todo apoio”, conta.

Henrique passou por duas provas de conhecimentos gerais e específicos, precisou fazer exame de proficiência na língua inglesa, redigir redações, participar de atividades fora da escola que somassem ao currículo e, além de tudo, manter as boas notas no boletim da escola. “Foi difícil, tanto que decidi terminar o Ensino Médio mais cedo para me dedicar. Adiantei o último ano e foquei apenas nos testes”, lembra.

Henrique vê na oportunidade uma chance de se tornar um empreendedor. “Eu não quero sair da faculdade para procurar trabalho. Quero sair para empreender, criar coisas novas”, ressaltou. A área específica ainda não foi escolhida porque nos EUA o sistema primeiro insere o aluno no ensino superior e, posteriormente, dependendo da afinidade do aluno, ele pode escolher o que cursar.

Apesar disso, Henrique tem três áreas que chamam a sua atenção. Ciência da Computação, Engenharia Elétrica são duas delas. “Com esses cursos posso direcionar isso para a Administração também”, lembra.

Com admiração pelas duas universidades, Henrique tem uma escolha difícil pela frente. “É difícil porque a Columbia é em Nova Iorque, uma cidade incrível e tem toda uma reputação. Já a Wharton School foi escolhida várias vezes como a melhor escola de negócios. Ou seja, são duas das melhores”.

Florida Tech, New York University, Middlebury College e University of Virginia também selecionaram o aluno amazonense para fazer parte dos calouros que iniciam as aulas em setembro.

Dedicação

Hoje, prestes a iniciar a realização de um sonho, o principal conselho de Henrique para quem quer ter uma experiência no exterior é se dedicar. “Li muito, estudei muito. O mais importante é entender como funciona o sistema deles para poder começar as tentativas”, explica.

Além do apoio da família, o rapaz contou com suporte do Prep Scholars, da Fundação Estudar, que tem como objetivo desenvolver o potencial de jovens talentos. A organização, não-governamental, auxilia estudantes de todo o País para conquistarem bolsas no exterior.

Fundação Estudar

Henrique teve o apoio da Fundação Estudar. Criada em 1991 por 3 dos mais importantes empreendedores do mundo, Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira e Marcel Telles. A Fundação Estudar é uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo potencializar jovens talentos para que possam agir grande e transformar o Brasil.

publicidade
publicidade
Greve dos professores será marcada por protestos em Manaus nesta segunda (22)
UEA está com inscrições abertas para projeto Escola do Meio Ambiente (EMA)
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.