Sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2020
INTERNET

Amazonenses são os que mais procuram por 'diversidade cultural', diz Google

Informação está no "Dossiê Brandlab – A busca por diversidade no Brasil", desenvolvido pelo Think with Google.



google_jpeg.jpg Segundo o Google, buscas sobre diversidade dobraram em relação a 2012. Foto: Reprodução/Internet
01/11/2017 às 18:31

Amazonas e Tocantins são os estados brasileiros em que internautas mais pesquisam o termo “diversidade cultural”. As informações são do Dossiê Brandlab – A busca por diversidade no Brasil. O documento foi desenvolvido pelo Think with Google, serviço do Google que ajuda profissionais a formular melhores estratégias de marketing digital.

O dossiê (que pode ser acessado aqui) apresenta um panorama das pesquisas que os brasileiros fazem sobre diversidade na internet.



De acordo com o relatório, os tocantinenses também estão entre os brasileiros que mais procuram sobre “racismo” e “heterofobia” na internet. Outro estado da região Norte que aparece em destaque no dossiê é Rondônia. A maior quantidade de buscas por “diversidade étnica” acontece no território virtual rondoniense, aponta o documento.

Diversidade, segundo o Google

“Nas buscas do Google, diversidade é a representatividade e a expressão individual extrapolando os limites de gênero, cor e casting (moldagem). E quando a gente se aprofunda na sua interpretação, descobre que o conceito de diversidade é uma ideia plural cujo significado se expande em diversas vertentes”, diz um trecho do Dossiê Brandlab.

Seguindo o conceito, o relatório também apresenta estatísticas sobre as buscas de outros assuntos como feminismo, empoderamento e liberdade de gênero. O documento indica, por exemplo, que internautas das regiões Sudeste e Nordeste são os que mais pesquisam sobre o termo LGBTQI+.

“Como se trata de um tema com muitas vertentes e nosso país é cheio de diferenças culturais, nada mais natural que o foco varie de região para região”, explica o estudo.

5 curiosidades sobre as buscas a respeito de diversidade

Dossiê Brandlab foi divulgado na última semana. Foto: Reprodução/Think with Google

 

- O volume de buscas sobre feminismo cresceu mais de 200% no Brasil

- A procura por feminismo nos 5 primeiros meses de 2017 é equivalente ao dobro de pesquisas realizadas em todo o ano de 2012

- Atualmente, busca-se 4 vezes mais sobre empoderamento feminino do que em 2012

- As buscas sobre machismo cresceram 163% nos últimos 2 meses

- Em 2016, as pesquisas pelo termo “transgênero” aumentaram 123%

O que é o Think with Google?

O Think with Google, responsável pelo Dossiê Brandlab – A busca por diversidade no Brasil, é um serviço do Google que reúne artigos, dados e análises sobre tendências de consumo digital e recursos de marketing. A ferramenta busca ajudar os usuários a formular melhores estratégias de marketing digital.

 

LEIA MAIS

Aceitação das diferentes identidades de gênero esbarra na discriminação

Decisão do STF enfraquece debate sobre diversidade religiosa, dizem especialistas


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.