Publicidade
Cotidiano
MAIS PROBLEMA

Amazonenses perdem bagagens durante voo da Insel Air e pedem providências

O grupo já tinha esperado mais de dois dias por voo, e quando finalmente chegaram em Manaus foram informados do extravio das bagagens 30/01/2017 às 15:26 - Atualizado em 30/01/2017 às 16:26
Show 1 insel
Parte dos passageiros que tiveram as suas malas extraviadas (Foto: Divulgação)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

Após relatos constantes de cancelamentos em voos da Insel Air, tanto de Curação para Manaus, quanto partindo do Aeroporto Eduardo Gomes rumo à Ilha, outros problemas foram apresentados por passageiros amazonenses da companhia, nesta segunda-feira (30). Dessa vez, as reclamações são referentes a perda de bagagem de pelo menos cinco famílias.

Conforme noticiado pelo Portal A Crítica neste domingo (29), um grupo de amazonenses chegou em Curação na madrugada de sábado e até a tarde do domingo não tinha embarcado. No entanto, por volta das 0h do domingo os passageiros sairam da ilha, mas quando chegaram em Manaus perceberam que estava faltando parte dos seus pertences.

“Ontem além de termos ficado esperando muitas horas para embaçar. Percebemos que perdemos parte das nossas malas quando chegamos em Manaus, pois foram extraviadas. A maioria das pessoas que estavam no voo chegou aqui sem algum dos seus bens. Teve até um casal de Porto Alegre, que voltou para casa apenas com uma sacola de mão”, comentou Paulo Magalhães, acrescentando que, na opinião dele, a companhia não respeita ninguém.

“Fico preocupado é com as pessoas que ainda ficaram aguardando um voo para voltar para suas casas. Essa brincadeira já está ficando grande. É um descaso”, destacou Paulo.

Outro que teve uma das malas extraviadas foi o administrador Wilton Marques, de 40 anos. Segundo ele, o sentimento é de não saber quando terá os seus bens novamente, pois os problemas com a Insel Air são velhos.

“Pelo menos cinco famílias tiveram as malas perdidas. Perderam uma minha. Já de outras famílias perderam três. Está realmente um descaso. Eles pediram para que fossemos na Polícia Federal, e fizéssemos todo o protocolo para recuperação. Mas estamos apreensivos demais. Não sabemos realmente o que vai acontecer. Só posso falar que nunca volto a esse lugar novamente”, ressaltou o administrador.

Por telefone, o Portal A Crítica entrou em contato com a Insel Air, mas uma funcionária afirmou que apenas a administração poderia comentar sobre o caso.

A reportagem então tentou falar com a pessoa responsável pela companhia, mas até o momento da publicação desta matéria, as ligações não foram atendidas.

Publicidade
Publicidade