Publicidade
Cotidiano
GOVERNADOR

Amazonino entrará com mandado para tomar posse de cargo imediatamente

A posse, que antes seria realizada no dia 5 de outubro, foi transferida para o dia 10, às 10h, na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) 02/10/2017 às 21:16 - Atualizado em 02/10/2017 às 21:38
Show amazonino 5555
Amazonino Mendes durante diplomação. Foto: Antônio Lima
Camila Pereira Manaus (AM)

Agora diplomado, Amazonino Mendes (PDT) declarou que irá acionar o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM) para tomar posse imediatamente. Segundo ele, a demora no ato pode causar prejuízos para a administração pública.

A posse, que antes seria realizada no dia 5 de outubro, foi transferida para o dia 10, às 10h, na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM). O instrumento jurídico utilizado por Amazonino será um mandado de segurança.

“Há um visível prejuízo para a administração a demora da posse dos eleitos e diplomados. Com base nisso, pedimos a assistência jurídica ingressasse com um mandado de segurança para nos assegurar o direito de assumir imediatamente e com isso diminuir o prejuízo que o governo está tendo, que é grave. Está interditado. Um governo que não pode operar relativamente. O mandado (de segurança) deve ser entrado agora logo após a diplomação, que nos da o direito de fazer isso. Vamos aguardar, então, uma decisão da Justiça”, afirmou Mendes.

No mês de setembro, após saber que a Mesa Diretora da ALE-AM havia alterado a data de sua posse sem comunicá-lo, Amazonino afirmou em vídeo publicado em suas redes sociais que iria à Justiça para garantir o dia de sua oficialização no cargo.

LEIA MAIS 

Confira a lista dos novos secretários confirmados por Amazonino Mendes

Amazonino vai ao Tribunal Regional Eleitoral para garantir sua posse como governador

Publicidade
Publicidade