Quinta-feira, 01 de Outubro de 2020
RETORNO PRESENCIAL

‘Ano letivo para alunos do interior não será cancelado’, garante secretário de Educação

Luis Fabian Pereira explicou que o retorno aulas presenciais no interior do Estado depende de diminuição dos casos de Covid-19 nos municípios. “A ideia é que possamos evitar ao máximo possível que o ano letivo de 2020 finalize em 2021”, disse



ee2d8e62-ceb0-48fc-937f-d30978dfca73_DA459BB4-891A-4280-BCB2-0D9A565CFADA.jpg Foto: Junio Matos
28/07/2020 às 13:08

Durante o anúncio de retomada das aulas da rede pública estadual em Manaus, na manhã desta terça-feira (28), no Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Elisa Bessa Freire, no bairro Jorge Teixeira, o secretário estadual executivo de Educação, Luis Fabian Pereira, explicou que ainda não há possibilidade de retorno presencial para os alunos do interior do Amazonas por conta da pandemia do novo coronavírus.

“Nós não temos ainda uma autorização da FVS-AM para definirmos uma data para o início das aulas no interior. Nós estamos trabalhando com cenários. A ideia é que nós possamos evitar ao máximo possível que o ano letivo de 2020 finalize em 2021, essa é a nossa intenção”, disse ele, ressaltando que não há possibilidade de cancelamento do ano letivo para alunos do interior.



“Não há menor chance de perda do ano letivo. Isso é algo que está fora de qualquer cogitação, até por que nós tivemos a solução do Aula em Casa, não só essa, mas a solução de um regime de aulas não presenciais. Há municípios que estão dando um show de gestão em educação por exemplo com elaboração e distribuição de material impresso de apoio. Há várias estratégias sendo adotadas no interior e não, nós não cogitamos cancelamento do ano letivo”, concluiu.

A diretora presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Rosemary Costa Pinto, explica que o retorno das aulas em sala depende necessariamente do desenvolvimento da pandemia no interior do Estado. Para isso, uma série de estudos está em andamento para que se possa avaliar a possibilidade de volta as aulas presenciais nos municípios.

“Nós temos municípios que estão com uma curva descendente e temos municípios que estão começando agora uma curva ascendente. Os estudos da FVS-AM são nesse sentido, ou seja, de avaliar o município de acordo com o seu perfil epidemiológico e a ideia é nós escalonarmos  a abertura da liberação das aulas nos municípios que já estão saindo da fase do risco, estamos em estudos e avaliando criteriosamente para não colocarmos em risco a saúde de ninguém”.

Retorno em Manaus para o dia 10

No caso de Manaus, está marcado para o dia 10 de agosto, o retorno das aulas presenciais na rede pública estadual de ensino. O anúncio da retomada das atividades escolares em sala de aula foi feito pelo governador Wilson Lima, também no evento no Ceti Bessa Freire, na manhã de hoje.

De acordo com o governador, o retorno das aulas em sala, na capital, teve o aval da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), que acompanha os dados do novo coronavírus (Covid-19) no estado.


Foto: Junio Matos

“A decisão que nós tomamos aqui é baseada nos números que a gente tem da Fundação de Vigilância em Saúde e também da Secretaria Estadual de Saúde e dois pontos são importantes nesse processo: os números de enterros que ocorrem em Manaus e a ocupação das unidades hospitalares, esses números caíram significativamente, estabilizaram e a gente torce para que eles continuem caindo”, destacou.

No dia 10 de agosto, retornam os estudantes do Ensino Médio regular e da modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA). Já no dia 24 de agosto, é os alunos do Ensino Fundamental (anos iniciais e finais) que voltam a frequentar as aulas em sala. Conforme Wilson Lima, as aulas presenciais acontecerão de maneira alternada para evitar aglomerações.

“Há uma série de regras para que esse retorno possa acontecer. Dessa forma, as salas terão uma ocupação de 50% da capacidade havendo distanciamento entre essas carteiras e os alunos não virão todos os dias, parte vai ficar na sala de aula e parte vai acompanhar pela televisão ou pelas redes sociais, será uma volta híbrida”, comentou ele, que acrescentou sobre a estrutura montada de forma a atender todos os protocolos de saúde.

“As escolas terão toda uma estrutura indumentária para receber esse aluno desde a entrada com pias para lavar a mão, álcool para higienização, aferição de temperatura, e quem tiver suspeita de Covid-19 será levado para casa e acompanhado por profissionais de saúde”.


Foto: Junio Matos

Para que o regresso seja o mais seguro possível, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto construiu um Plano de Retorno às Atividades Presenciais, que reúne as medidas direcionadas a cada setor da comunidade escolar. O documento está disponível no site oficial da secretaria: www.educacao.am.gov.br.

News karol 2d8bdd38 ce99 4bb8 9b75 aaf1a868182f
Repórter de Cidades
Jornalista formada pela Uninorte. Apaixonada pela linguagem radiofônica, na qual teve suas primeiras experiências, foi no impresso que encarou o desafio da prática jornalística e o amor pela escrita.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.