Publicidade
Cotidiano
PMDB

Apesar de pré-candidatura de Braga, Rotta revela interesse em eleições para governo

Vice-prefeito falou sobre interesse em disputar o cargo, mas não descartou apoio ao nome mais cogitado, o senador Eduardo Braga. Rotta também afirmou que clima é de 'consenso' e sugeriu aliança com governador David Almeida 10/05/2017 às 15:06 - Atualizado em 10/05/2017 às 15:37
Show rotta
Vice-prefeito participou de anúncios na saúde municipal na manhã desta quarta-feira (10) (Foto: Winnetou Almeida)
Oswaldo Neto Manaus (AM)

Embora o PMDB tenha como certo o nome do senador Eduardo Braga para a disputa nas eleições suplementares ao Governo, o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta, disse nesta quarta-feira (10) que tem interesse em concorrer ao cargo. Durante anúncio de novos mecanismos para a saúde no bairro da Paz, Zona Oeste, o político declarou que “Deus sabe a hora certa”, mas que apoiará Braga caso a candidatura dele seja concretizada.

Rotta substituiu Artur Neto (PSDB) de última hora em um evento no Distrito de Saúde Oeste que anunciou Unidade Móvel de testagem rápida de HIV, nova rede de armazenamento de vacinas e o serviço “Remédio em Casa”. As novidades foram divulgadas por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

À imprensa, Rotta disse que tem interesse em disputar o governo do Estado após a cassação do mandato do governador José Melo (Pros). “Todo mundo tem (interesse), meu filho. Não é? Até o Homero (secretário de Saúde) aqui tem o interesse. Acho natural. O político que não almejar aspiração é um político acomodado. Eu nunca fui acomodado na minha vida. Eu deixo tudo nas mãos de Deus. É ele quem sabe a hora certa”, declarou.

Mesmo almejando o cargo pelo partido, Rotta não descartou apoio ao senador Eduardo Braga em sua possível candidatura. “É um homem extremamente experiente. Está disposto a nos ajudar. Tem um trânsito muito bom em Brasília e tido uma interlocução muito grande com o presidente Michel. Não tenho dúvida nenhuma que é um grande nome e que vai contar com nosso apoio”.

Harmonia no PMDB

Declarando apoio a Braga, o vice-prefeito sugeriu que o clima no PMDB é de consenso sobre quem deve representar o partido nas eleições. Ele negou a possibilidade dos tucanos realizarem eleição interna para a escolha de um nome, como ocorreu em São Paulo.

“Aqui nós temos uma corrente de pensamento. Acho que tudo caminha nesse sentido, mas de forma muito harmônica. Não temos nenhum tipo de impasse ou conflito nessa questão. O PMDB sabe que tem um líder que já foi governador, prefeito, senador, deputado estadual, deputado federal, e tem uma larga experiência que ele está colocando agora para tentar, num momento de crise como esse, conciliar”, afirmou.

Marcos Rotta também adiantou que a prefeitura está dando passos “positivos” para a criação de aliança com o governador interino, David Almeida (PSD). Segundo ele, a iniciativa partiu de próprio Almeida, a qual ele caracterizou como “humilde”.

“Achei muito bacana a atitude dele de mostrar que está disposto a dialogar pra melhorar a vida das pessoas na cidade de Manaus e no estado do Amazonas. Acho que esse distanciamento entre governo do estado e prefeituras acaba penalizando quem nada tem a ver com essas querelas políticas”.

Publicidade
Publicidade