Terça-feira, 30 de Novembro de 2021
Histórico

Após 30 anos de estudos, OMS aprova primeira vacina contra a Malária

Imunizante foi desenvolvido pela farmacêutica GSK, em parceria com entidades africanas. Até o momento, mais de 2 milhões de doses foram aplicadas



the-mosquito-g8badfd305-1920-e1633542035992-1280x720_EEFFC430-EA82-4F26-8A64-225514EB61FF.jpg Foto: Reprodução
06/10/2021 às 14:59

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomendou nesta quarta-feira (6) a vacinação de crianças contra a malária. Segundo o órgão, a autorização vale para áreas com altas taxas de transmissão da doença, principalmente a África Subsaariana, e tem como tem como base a publicação de resultados de um estudo conduzido em Gana, Quênia e Malaui, com 800 mil crianças, desde 2019.

Até o momento, mais de 2 milhões de doses da vacina contra a malária foram aplicadas. O programa terá continuidade, e a previsão é que sejam administradas 10 milhões de unidades do imunizante. A OMS acredita que a nova vacina também terá um grande impacto econômico sobre os países africanos, dado que a doença causa prejuízo anual de U$ 12 bilhões aos países africanos.

“Este é um momento histórico. A tão aguardada vacina contra a malária para crianças é um avanço para a ciência, para a saúde infantil e para o controle da malária”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em comunicado à imprensa.

Ao todo, serão quatro doses que poderão ser inoculadas em crianças a partir dos 5 meses de idade. A ideia é prevenir e diminuir a quantidade de hospitalizações e óbitos por conta da doença.

O imunizante foi desenvolvido pela farmacêutica GSK, em parceria com entidades africanas. Os pesquisadores demoraram 30 anos para apresentarem resultados suficientemente satisfatórios. Segundo a OMS, houve redução de 30% nos casos graves e mortais da malária.



News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.