Sábado, 16 de Outubro de 2021
Lutando pela vida

Após acidente, coma e meses de internação, criança de 10 anos enfim consegue passar por cirurgia

Davi Petros sofreu um acidente de motocicleta com o pai, que acabou morrendo, em julho de 2019



GH_A76E9C6B-ED4B-492B-8D26-F2C4F5352426.jpg Foto: Reprodução
25/09/2021 às 18:15

Depois de fazer um apelo pelas redes sociais, a família do pequeno Davi Petros, de 10 anos, que sofreu um acidente de motocicleta no mês em julho de 2019, juntamente com o pai, que acabou falecendo, finalmente conseguiu ser submetido ao procedimento que precisava para sobreviver.

Após o acidente, Davi ficou com sequelas e, como o caso se agravou, foi internado no Pronto socorro da Criança, na Zona Oeste de Manaus. Ele precisava de uma broncoscopia para respirar. A mãe e a tia ficaram desesperadas com a demora para realizar o procedimento e pediram ajuda da imprensa.

“A gente estava desesperada. No dia 31 ele deu entrada no hospital e no mesmo dia pegou alta. Os médicos queriam dar alta pra ele porque viram que eles não tinham como fazer o procedimento e não queriam correr o risco de ele falecer durante a cirurgia. Deram alta pra ele assim mesmo. No dia 17 eu tive que voltar com ele, porque o caso se agravou, queríamos transferir ele pro ICAN, mas eles não queriam fazer a cirurgia”, disse a mãe de Davi, a dona de casa Daiane Viana Pimentel.

A mãe chegou a ameaçar divulgar o caso para a imprensa. “Ele estava muito ruim. Eu disse pra eles que isso era uma negligência que estavam fazendo com meu filho. Eu disse que desde o dia 31 ele estava lá pra fazer o procedimento. Cheguei a pedir que, se eles não quisessem fazer, que transferissem ele para outro hospital com mais recursos, mas que não deixasse meu filho morrer”, disse Daiane.

A mãe disse que o filho já tinha passado por muitas dificuldades após o acidente com o pai e merecia viver. “Ele ficou em coma, ficou em estado vegetativo por muitos meses, teve que reaprender a andar, a falar. Ontem, quando vi que eu ia perder ele, me desesperei”, disse a mãe, chorando. “Mas, Graças a Deus eles viram que meu filho estava muito grave e fizeram o procedimento”, respirou aliviada.

Agora, Daiane disse que espera a melhora do filho. “Eles viram que era necessário fazer também uma traqueostomia e realizaram esse procedimento hoje. Eles falaram que foi difícil devido a estenose (estreitamento ou constrição de um duto ou passagem), mas ocorreu tudo bem. Agora vamos ver como ele vai reagir e como será daqui pra frente”, disse a mãe.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.