Publicidade
Cotidiano
VIA FLUVIAL

Após colisão, captania Fluvial da Amazônia vai intensificar fiscalização

Nos cinco primeiros meses desse ano foram registrados 40 acidentes envolvendo embarcações nos rios do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima 23/05/2017 às 05:00
Show acidente0333
Fiscalizações serão intensificadas em áreas de lazer próximas a Manaus. Foto: Clovis Miranda
Álik Menezes Manaus

Nos cinco  primeiros meses desse ano foram registrados 40 acidentes envolvendo embarcações nos rios do Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima. Um dos casos mais graves aconteceu no último  sábado, quando o empresário Daniel Dabela ficou em estado grave após a colisão de uma lancha contra um jetski.

O acidente ocorreu na região como ‘Laguinho’, localizado no Tarumã-Açu, na zona Norte de Manaus. O Comando do 9º Distrito Naval informou que detalhes sobre o acidente, como se o condutor da lancha tinha habilitação, se foi notificado ou se estava embriagado fazem parte do inquérito administrativo que está sendo instaurado para apurar as causas do acidente, circunstâncias e responsabilidades do acidente com o empresário.

O  número de acidentes é considerado alto, embora  o Comando do 9º Distrito Naval informou que a Capitania Fluvial da Amazônia realize fiscalizações diárias, multa e apreende as embarcações irregulares. As inspeções acontecem na orla da cidade, do encontro das águas até a Praia do Tupé.

Em 2016, foram abordadas 9.137 embarcações, 1.258 notificadas e 482 apreendidas. Até o dia 18 de maio deste ano, a Marinha realizou 2.748 abordagens, notificando 493 e apreendendo 150 embarcações.

O Comando não soube informar dados específicos sobre toda o estado do Amazonas, informando apenas que a Capitania Fluvial de Tabatinga abordou 3.075 mil embarcações, notificou 88 e apreendeu 17.

Mais fiscalizações
Segundo o Comando, nos finais de semana as fiscalizações são intensificadas nas principais praias de Manaus como nas praias Ponta Negra, da Lua, do Tupé, Dourada, Prainha e Marinas localizadas no Tarumã. 

Durante as abordagens, os inspetores navais verificam  se os condutores são habilitados, documentação da embarcação, se há coletes e boias, extintores de incêndio, luzes de navegação e a lotação da embarcação. Nos casos de condutores alcoolizados, os inspetores acionam as autoridades  e apreendem a embarcação.

As denúncias podem ser realizadas pelo Disque Segurança da Navegação por meio do número 0800 280 7200.

Empresário acidentado em estado gravíssimo
O empresário Daniel Dabela teve traumatismo craniano após o jetski ser atingido por uma lancha na tarde do último sábado, na região conhecida como ‘Laguinho’, no Tarumã-Açu. Ele passou por cirurgia e segue internado.  A Secretaria de Estado da Saúde (Susam) informou que até o fechamento desta edição o quadro de saúde do empresário ainda era considerado como gravíssimo.

 

 

Publicidade
Publicidade