Segunda-feira, 23 de Novembro de 2020
Morte em casa

Após comemorar dia das crianças, homem é encontrado morto dentro de casa

O corpo foi levado para o IML para ser constatada a causa da morte



Sem_t_tulo_20D8B3C1-A8FB-492B-BF1C-57E2307227B1.jpg Foto: Divulgação
13/10/2020 às 12:59

Elizel Nascimento de Oliveira, 47, conhecido como “Barba”, foi encontrado morto na comunidade Uberé, situada próxima ao quilômetro 14 do ramal do Brasileirinho, na manhã desta terça-feira (13). “Não sei o que pode ter acontecido, só sei que meu pai morreu”, disse a filha da vítima, de 28 anos, que informou à equipe de reportagem que o último ato de Elizel, à família, foi comprar presentes para comemorar o dia das crianças, junto dos filhos e netos.

No domingo (11), por volta das oito horas, o homem havia saído da casa onde mora, situada na comunidade Uberé, para comprar presentes para o Dia das Crianças, conforme informou a filha da vítima.



“Ele foi à minha casa, no bairro Tancredo Neves, e na da minha avó. Ele disse que a gente ia passar o dia com os netos na casa onde ele mora”, informou a mulher, emocionada.

Depois que Elizel voltou para casa, o contato com a família cessou, mas os parentes acharam que o indivíduo estava trabalhando como motorista. “A gente achou que ele estava fazendo frete. Ficamos ligando para a casa dele, mas o sinal é difícil para lá. Estranhamos, porque ninguém atendia”, relatou.

Na manhã desta terça-feira, ainda sem notícias de Elizel, a avó da filha do homem ligou para ela, afirmando que as duas iriam à comunidade Uberé.

Quando os familiares chegaram ao local, que já contava com a presença de policiais militares da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), encontraram o corpo de Elizel caído de bruços, dentro da residência onde ele morava. O carro dele, parado na frente da comunidade. “Do jeito que ele deixou”, disse a filha.

Conforme o delegado Luiz Rocha, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), há indícios de que o homem tenha sofrido de causas de morte natural.

O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML), no início da tarde desta terça-feira, onde o cadáver será examinado e a causa da morte, constatada.

Duas moradoras, que não quiseram se identificar, informaram que Elizel era muito querido na comunidade. “Ele era muito querido aqui, muito conhecido”, disse uma moradora, de 42 anos.

O homem morava com a esposa – que está fora de casa, em viagem – e um dos três filhos, conforme informou a filha.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.