Domingo, 15 de Dezembro de 2019
NOVO FILIADO

Após deixar PSL, empresário Romero Reis se filia ao Partido Novo

Romero anunciou sua desfiliação do PSL na última segunda-feira em meio à crise interna entre apoiadores de Jair Bolsonaro e do presidente do partido, Luciano Bivar



cf581c7f-3208-470c-bf98-b57116ad006f_09A9A309-01CB-4B71-A7A7-D3DE2DAB4867.jpg Romero Reis (Foto: Divulgação)
24/10/2019 às 10:02

O empresário paulista Romero Reis se filiou ao Partido Novo na noite da última quarta-feira, dia 23. Na segunda-feira, Romero anunciou, em carta aberta, sua desfiliação do Partido Social Liberal (PSL) em meio à crise interna entre apoiadores de Jair Bolsonaro e do presidente do partido, Luciano Bivar (PSL-PE).

De acordo com a assessoria de imprensa do empresário, a assinatura do termo de filiação ao Novo ocorreu de forma online e está programado para o final de novembro um evento para celebrar a adesão de Romero à sigla e dar início ao processo de escolha de candidatos às eleições 2020. A assessoria informou que a expectativa é que o presidente nacional do Novo, o empresário João Amoêdo, participe do ato.



“Foi uma decisão amadurecida com tranquilidade e ponderação. O Partido Novo está alinhado com o que acredito ser o caminho para recuperarmos o País. É contra a utilização do fundo partidário em campanha política por entender que este recurso pode ser melhor aplicado em saúde, educação, segurança; defende a geração de empregos a partir da redução da carga tributária  e está alinhado com as propostas de resgate dos valores do presidente Jair Bolsonaro”, declarou Romero Reis, em texto divulgado à imprensa.

Como integrante do Partido Novo, Romero disse que pretende contribuir com a experiência no campo empresarial e na área de engenharia apresentando propostas para melhorar a infraestrutura da cidade de Manaus, reduzir o déficit habitacional e alavancar negócios. Segundo a assessoria do empresário, nas prévias do partido ele irá submeter o nome à apreciação para concorrer à prefeitura de Manaus.

Entrada na cena política

Desde o início do ano, o empresário e proprietário da RD Engenharia está cada vez mais presente em agendas políticas. Ele é um dos novatos no cenário político e era cotado como pré-candidato à prefeitura de Manaus pelo PSL. Em setembro, Romero acompanhou a então líder do governo Bolsonaro no Congresso, deputada federal Joice Hasselmann em visita ao Amazonas. 

Como membro da Associação Pan-Amazônia, Romero Reis chegou a entregar uma carta ao ministro de Meio Ambiente Ricardo Salles, também filiado ao Novo, endereçada ao presidente Jair Bolsonaro, na qual declara seu alinhamento à visão que o presidente tem sobre a Amazônia.

Apoiador de Bolsonaro, o empresário sempre esteve presente em atos pró-governo realizados em Manaus. Romero já se reuniu com Bolsonaro antes e depois das eleições de 2018 e registrou nas redes sociais.

Com o racha no PSL nacional e as notícias de uma possível saída do presidente Jair Bolsonaro da legenda. O empresário se apressou em deixar bem claro que ‘fecha com o presidente’, qualquer que seja a sua decisão. Já o presidente estadual da sigla, deputado federal Pablo Oliva foi mais lacônico: “Não temos como adivinhar o futuro”, disse.

Em carta aberta aos filiados do PSL e e aos cidadãos de Manaus, Romero destacou que sua lealdade ao presidente Jair Bolsonaro é ‘inegociável’. No comunicado, o empresário alegou que suas ideias vão em sentido contrário ao grupo que atualmente controla o partido.

Perfil

Romero é paulista e foi oficial do Exército Brasileiro chegando ao posto de major. Cursou a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e, posteriormente, o Instituto Militar de Engenharia (IME). Ingressou no quadro de engenharia militar do Exército. Ao ir para reserva, o empresário fixou residência em Manaus há 28 anos. Além de presidente da RD Engenharia, ele é vice-presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico da Cidade de Manaus (Codese).

Partido Novo

O Partido Novo foi constituído em 2011 por 181 cidadãos insatisfeitos com o montante de impostos pagos pela população e a qualidade dos serviços públicos prestados. Apenas em 2015, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concedeu o registro ao partido, após reunir 502 mil assinaturas de apoio para criação da sigla.

É o 33º partido brasileiro, registrado no TSE, que em sua primeira disputa eleitoral, em 2016, elegeu quatro vereadores em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte.

Em 2018, cerca de 409 candidatos concorreram pelo partido. Foram eleitos 11 deputados estaduais, um distrital e oito deputados federais. O partido também lançou candidato próprio à presidência, João Amoêdo, que teve 3% dos votos válidos.

Em setembro, o partido abriu inscrições para processo seletivo para seleção de futuros pré-candidatos a vereadores em mais de 20 cidades do País, inclusive, em Manaus.

De acordo com a legislação eleitoral, a legenda tem direito a receber R$ 24 milhões do fundo partidário em 2019, mas, de acordo com o programa do partido, a direção nacional abriu mão desses recursos. No início deste mês, a sigla lançou a campanha "Seja + Novo. Traga 1", com a oferta de brindes para apoiadores que indicarem novos filiados. Os filiados ao partido pagam mensalidade de R$ 29,80, com o valor anual totalizando R$ 357,60 por filiado, ou o equivalente a R$ 1 por dia.

News larissa 123 1d992ea1 3253 4ef8 b843 c32f62573432
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.