Publicidade
Cotidiano
SindMetal-AM

Após denúncia, presidente e diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos são destituídos

O Presidente do SindMetal-AM Valdemir Santana e a diretoria foram eleitos em meados de abril e a principal denúncia é sobre eleição fraudulenta 26/09/2016 às 14:05 - Atualizado em 27/09/2016 às 11:11
Show sind
A Justiça do Trabalho efetuou a retirada de todos do prédio para que fosse entregue à junta governativa (Foto: Geizyara Brandão)
Geizyara Brandão Manaus (AM)

No terceiro mandato no poder, a atual gestão do Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas (SindMetal-AM) foi destituída do cargo no início da tarde desta segunda-feira (26), por meio de um mandado de segurança expedido pelo juiz Adilson Maciel.

O Presidente do SindMetal-AM Valdemir Santana e a diretoria foram eleitos em meados de abril e a principal denúncia é sobre eleição fraudulenta.

A Justiça do Trabalho efetuou a retirada de todos do prédio para que fosse entregue à junta governativa. Segundo o advogado do sindicato e filho do presidente, Thiago Medeiros, o oficial não estava cumprindo corretamente o mandado. "A ordem mostra de forma bem clara, o desembargador determina que seja desocupado e retirado à diretoria, apenas a diretoria", reivindicou.

Confusão foi instaurada na retirada do prédio. Em contrapartida, o oficial Arquibaldo de Sá Teixeira alegou que estava fazendo cumprir a interpretação da ordem. "A ordem diz para desocupar o prédio e para mim é desocupar o prédio", exclamou.

O setor jurídico do SindMetal recebeu a notificação pela manhã e convidou a junta três vezes para adentrar a sede, porém optaram por entrar apenas na companhia da justiça.

A junta governativa provisória assumirá por 60 a 90 dias, podendo ser prorrogada por mais 90 dias, para apurar as denúncias a fim de que possam ser realizadas novas eleições.

"Será realizado um trabalho de auditoria durante o período de, aproximadamente, 90 dias. Nós trabalharemos para que ocorra as eleições ainda este ano", assegurou, em conversa informal, o presidente da junta, Adriano Mendes.

Publicidade
Publicidade