Publicidade
Cotidiano
Notícias

Após feriadão, volta à Manaus é considerada tranquila

De acordo com a polícia e o Detran-AM, o trânsito nas entradas capital do Amazonas foi tranquilo nesta segunda-feira (2) 02/11/2015 às 20:11
Show 1
Movimentação de veículos foi considerada tranquila na Ponte Rio Negro, apesar de algumas infrações registradas
Kelly Melo Manaus (AM)

O fim do feriado prolongado foi considerado tranquilo nas três principais saídas de Manaus: porto da Ceasa, ponte Rio Negro e posto da barreira que dá acesso a BR-174 e AM-010. Nesta segunda-feira (2), apesar da grande movimentação de veículos tanto nas estradas quanto no porto do Ceasa,  não houve registros de acidentes graves e os manauenses não enfrentaram tantas dificuldades para voltar para casa.

No Ceasa, Zona Leste, a movimentação começou logo após às 12h, com a travessia das balsas dos municípios de Careiro da Várzea, Careiro Castanho e Autazes para Manaus. Mesmo lotadas de carros de passeio, os motoristas não tiveram dificuldades para desembarcar e seguir aos seus destinos.

Além das balsas, muitos passageiros preferiram ainda retornar para casa em pequenas embarcações. De acordo com o tenente da Marinha do Brasil, Sérgio Souza, a movimentação aumentou no inicio da tarde de hoje, mas não apresentou anormalidades. “As balsas estão fazendo as travessias normalmente. Pela manhã muitas pessoas chegaram a sair da cidade, mas agora elas começaram a retornar. Por enquanto, está tudo sob controle e quem não voltou na balsa, veio em outras embarcações”, afirmou ele.

No km 0 da BR 319, policiais rodoviários federais aumentaram a fiscalização nesse final de semana, por conta do feriado. De acordo com ele, o procedimento é adotado para evitar acidentes. “Em épocas como essa é comum aumentar a fiscalização porque o número de veículos saindo da Manaus aumenta e é preciso redobrar os cuidados. As principais irregularidades encontradas aqui são relacionadas a veículos com excesso de passageiros, falta do cinto de segurança e cadeirinhas para crianças menores de cinco anos”, destacou o Policial Rodoviário Federal, André Costa.

Barreira

Na Zona Norte, o trânsito ficou intenso na barreira devido ao grande número de veículos que retornavam de outros municípios pelas rodovias BR-174 e AM-010. Segundo a Polícia Militar, a expectativa de que aproximadamente 6 mil veículos passassem pelo trecho durante toda a tarde e início da noite. Apesar da lentidão, que formou uma fila de veículos de quase 4 quilômetros, o trânsito fluiu dentro da normalidade e sem registro de acidentes na avenida Torquato Tapajós.

Infrações e multas

Na ponte Rio Negro, que liga Manaus aos municípios de Iranduba e Manacapuru, pela rodovia Manoel Urbano (AM-070), o trânsito começou a ficar mais lento também no final da tarde. Conforme o sargento da Polícia Militar Joaquim Oliveira, responsável pelo posto de policiamento rodoviário,  localizado na cabeceira da ponte, de  5 mil a 7 mil veículos estavam sendo aguardados no retorno do feriado até o início da noite.

Ele também destacou a tranquilidade na volta para casa, após o feriado. “Não tivemos registros de ocorrências graves até o momento, porém detectamos muitas infrações. As principais foram relacionadas a veículos com documentação atrasada, falta do cinto de segurança e da cadeirinha infantil”, disse o policial.

Ainda conforme o sargento, os motoristas que foram flagrados cometendo alguma infração foram  notificados e multados.  “Vale ressaltar ainda que tivemos reforço policial durante todo o feriado e isso implicou em um final de semana mais calmo também”, reformou  Oliveira.

Ponte

Embora muitos carros estivessem retornando para Manaus pela ponte Rio Negro, chamou a atenção um grupo de pessoas que  preferiu fazer a travessia a pé. De acordo com a vendedora Cristiane Nascimento Ramos, 28, que passou o final de semana em Manacapuru, mais de 40 pessoas decidiram  voltar para a capital a pé porque o ônibus que vinha do município deu pane próximo a ponte, mas do lado de Iranduba. “O ônibus pregou e começou a sair fumaça. Como estávamos próximos da cidade, optamos por vir andando até a parada de ônibus. Foi uma caminhada longa, mas valeu a pena”, contou ela.  “Melhor atravessar a ponte andando do que ficar queimada”, brincou a vendedora.

Para o segurança Ari de Souza, 62, que passou o final de semana com a família no município de Careiro da Várzea e voltou para Manaus pelas balsas no porto do Ceasa, o retorno ocorreu conforme o previsto. “Foi tranquilo, não tivemos nenhum problema, graças a Deus”, afirmou ele.

Apesar do fluxo mais intenso de veículos na BR-319, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não soube informar quantos veículos passaram pelo posto de fiscalização durante todo o dia de hoje.

Lei Seca

O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) realizou a operação “Lei Seca” durante o feriado prolongado. Entre as principais ocorrências, o órgão registrou 97 casos de embriaguez  ao volante e 32 casos de adolescentes dirigindo sem carteira de habilitação. O balanço final da operação deve ser divulgado nesta terça-feira.

Publicidade
Publicidade