Domingo, 17 de Novembro de 2019
Notícias

Após resolução, Iranduba fica com apenas dois delegados de polícia para flagrantes

Portaria n.º 0195/2015 removeu quatro delegados de polícia para os municípios de Lábrea e Canutama. Delegado Geral da PC, Orlando Amaral, explica que ação considera carência de profissionais nessas áreas



1.jpg Delegado Geral da PC, Orlando Amaral, explica que medida considera carência de delegados no interior
10/02/2015 às 18:55

O município de Iranduba (localizado a 27 quilômetros de Manaus) está com apenas dois delegados para registrar flagrantes, segundo um vereador do município. A situação ocorre desde segunda-feira (9), após quatro delegados do 31º Distrito Integrado de Polícia (DIP) serem removidos para os municípios de Lábrea e Canutama por meio de Portaria. Segundo o Delegado Geral de Polícia Civil, a ação foi tomada devido à uma deficiência de delegados no interior do Estado.

Os delegados citados no documento são Daniel Aquino de Souza, Wandeslan Demetrius Souza Queiroz, Christiano Castilho da Silva Gonçalves Jeff David Mac Donald da Silveira Carneiro. Conforme a publicação, os dois primeiros serão removidos para Lábrea, já os dois últimos para Canutama. A Portaria n.º 0195/2015 foi assinada pelo Delegado Geral no dia 6 de fevereiro.



Integrante da Câmara Municipal de Iranduba, o vereador Ernandes Rocha (PSDB) criticou a transferência dos delegados. Segundo ele, a medida é um “retrocesso” para a segurança do município. “O município fica próximo da capital e está tendo um crescimento atípico de ocorrências. Hoje temos 80 mil habitantes e a população está inquieta, pois somente dois delegados vão ficar responsáveis. É um retrocesso pra gente”, disse.

Em entrevista, Orlando Amaral justifica que a medida de remoção leva em consideração a necessidade de outros municípios do Estado. Ele afirma que a medida visa o bem-estar de Iranduba.

“Temos uma deficiência muito grande no interior. Em Iranduba tinha sete delegados para muitas vezes realizar três flagrantes por semana, ou seja, eles vinham sendo subutilizados. Alguns não devem querer ir por causa da distância, mas é necessário”, afirma.

Amaral ainda garantiu que o efetivo de policiais não será alterado. “A equipe de policiais permaneceu. O município ainda contara com o delegado Paulo Lavinier e o adjunto. A medida utilizou o bom senso, queremos melhorar a situação e não piorar”, afirma.

Reunião

Uma comitiva de parlamentares de Iranduba, comandada pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Bandeira, se reunirá nesta quarta-feira (11), às 14h, com o Orlando Amaral para discutir as medidas que podem ser tomadas em relação à remoção dos delegados. O encontro será na sede da Delegacia Geral, bairro Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.