Publicidade
Cotidiano
DENÚNCIA

Após ser acusado de estupro, cantor Chris Brown nega crime e é liberado

Em 2009, Brown se declarou culpado de agredir a cantora Rihanna, então namorada dele, em um incidente que dominou as manchetes de todo o mundo 23/01/2019 às 11:46 - Atualizado em 23/01/2019 às 11:47
Show 9874 ed0ec4ce 4753 4129 a433 ab2bcf68d68e
Foto: Reprodução/internet
Reuters* Paris (FRA)

O cantor Chris Brown disse que uma acusação de estupro feita contra ele é falsa, um dia depois que a procuradoria francesa informou que o artista norte-americano foi preso em Paris junto com outros dois suspeitos. Brown foi liberado pela polícia uma vez que autoridades ainda estão investigando o caso, acrescentou a Procuradoria francesa.

As prisões foram reportadas primeiro pela revista Closer, que disse que Brown, o guarda-costas dele e um amigo foram detidos depois que uma mulher de 24 anos disse ter sido estuprada no quarto do cantor no hotel Mandarin Oriental, na noite de 15 de janeiro. A mulher disse ter conhecido os homens em uma boate de Paris na mesma noite, de acordo com a revista.

“Eu quero deixar perfeitamente claro... isso é falso”, disse Brown em publicação no Instagram. “Para minha filha e para minha família, isso é tão desrespeitoso e contra o meu caráter e moral”.

Em 2009, Brown, de 29 anos, se declarou culpado de agredir a cantora Rihanna, então namorada, em um incidente que dominou as manchetes de todo o mundo depois que uma foto do rosto machucado da artista foi divulgada.

Em 2016, ele foi preso em Los Angeles depois que uma mulher disse que ele apontou uma arma contra ela. Brown nega qualquer irregularidade.

Uma condenação por estupro na França prevê pena de até 15 anos de prisão.

*Emmanuel Jarry e Brendan O'Brien

Publicidade
Publicidade