Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019
Notícias

Área da construção civil é a que mais oferece vagas em Manaus

Profissão figura em primeiro lugar entre todas que as empresas, por meio do Sine-Manaus, oferecem no mercado local



1.jpg Pedreiros estão em alta no mercado local, por conta do setor da construção civil que continua contratando bem
19/09/2013 às 07:57

Vagas para pedreiro, servente de obras, vendedor externo e auxiliar de produção respondem pelas profissões mais demandadas até aqui, no mercado local, segundo dados de intermediação realizada pelo Sistema Nacional de Emprego em Manaus (Sine-Manaus).

De acordo com o diretor do órgão, Adonay Sabá, o “carro-chefe” é o setor da construção civil. “Somente ele responde por 45% das ofertas de vagas que recebemos aqui. Acredito que seja um setor que deve se manter aquecido pelos próximos meses, principalmente por conta da Copa do Mundo”, aponta.



É nisso que aposta também Darly Costa da Silva, 46 anos, que há dez anos trabalha como pedreiro, mas sonha em se capacitar como mestre de obras para impulsionar a carreira. “Tem muita vaga na área, a cidade está crescendo e isso tem feito o setor contratar bastante. Mas é preciso ter qualificação e experiência, caso contrário vai sentir dificuldade de ser empregado”, afirmou.

Já bombeiro hidráulico e motorista de caminhão são as profissões que o Sine-Manaus mais sente dificuldade em preencher. “Isso acontece porque falta qualificação, muitos até tem experiência, mas se não tiver um diploma para comprovar acaba sendo descartado”, comenta Sabá, que revela que os portadores de necessidade especial também sentem esse obstáculo.

“Além disso, ainda há muitas empresas que impõe limite para idade, mas estamos tentando mudar isso, com a ajuda de sindicatos, através de diálogos, porque alguém com mais idade é vantajoso por ser um profissional com mais experiência no mercado”,

A estudante Débora Cintra, 20 anos, foi ontem ao Sine-Manaus. Ela busca a primeira experiência profissional para conquistar a tão sonhada independência financeira. “E o ramo industrial é tentador por conta dos benefícios e oportunidades de crescimento que as empresas do Distrito Industrial oferecem”, aponta a jovem.

Colocação
De janeiro a agosto, o Sine-Manaus captou 6.270 vagas de emprego e 2.674 trabalhadores conseguiram colocação no mercado de trabalho. “Nossa meta era fechar o ano com 2.479 colocações, mas já ultrapassamos isso, então acredito devemos chegar a pelo menos 4 mil colocações”, prevê Adonay, que revela que diariamente o órgão atende em média 400 trabalhadores.

Por conta disso, até o final do ano será inaugurado mais uma agência de atendimento do Sine Manaus nessa região da cidade. A obra será custeada pelo governo federal, por meio de um aditivo a convênio já firmado entre a Semtrad e o Ministério do Trabalho no valor de R$ 746 mil. “Muitos trabalhadores chegam aqui porque pediram dinheiro emprestado de algum parente ou vizinho. Há ainda aqueles que não tem nem dinheiro para voltar para casa”, disse Adonay. A previsão é que no próximo ano sejam instaladas agências também na Alvorada e Compensa.

TeleCentro
No dia 1º de outubro, o Sine Manaus passa a oferecer cursos de informática em um TeleCentro na sede do órgão, que tem capacidade para até 24 alunos. Os interessados devem se dirigir ao Sine, localizado na Avenida Floriano Peixoto, nº 134 (Edifício Garagem), ou através do telefone (92) 3215-4700


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.