Publicidade
Cotidiano
Notícias

Ari Moutinho elogia trabalho do CNJ durante visita ao jornal A CRÍTICA

Presidente do TJ-AM visita vice-presidente da Rede Calderaro e fala sobre a inspeção do CNJ e de liberdade de imprensa 28/05/2013 às 07:12
Show 1
Presidente do Tribunal de Justiça do AM, Ari Moutinho fez uma visita de cortesia à vice-presidente da Rede Calderaro de Comunicação, Cristina Calderaro
Lúcio Pinheiro ---

O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), desembargador Ari Moutinho, elogiou nesta segunda-feira (27) a inspeção realizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na corte amazonense. “O CNJ é um parceiro de quem administra o Judiciário”, disse o magistrado durante visita de cortesia à vice-presidente da Rede Calderaro de Comunicação (RCC), Cristina Calderaro.

O CNJ encerrou, na sexta-feira, inspeção no TJ-AM. O resultado da vistoria, que iniciou no dia 20 e se estendeu até a atos de juízes já aposentados, tem prazo regimental de 15 dias para ser divulgado em relatório. O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 11ª Região também foi alvo do trabalho.

Segundo o CNJ, a inspeção foi motivada por indícios de inobservância de determinações constantes de relatório de inspeção anterior, realizada em julho de 2011. No TJ-AM, o trabalho seria concentrado nos órgãos administrativos e nas esferas judiciais de 1º e 2º graus.

Para o desembargador Ari Moutinho, apesar dos atritos entre o CNJ e magistrados de todo o País, o trabalho do conselho deixará marcas importantes na história do Judiciário. “Por meio do trabalho do CNJ, na busca pela transparência, quando for contada a história do Judiciário, o que estará registrado é que esse Poder foi pioneiro em abrir suas contas para a sociedade”, ressaltou Ari Moutinho.

O desembargador, que assumiu a presidência do TJ-AM em julho de 2012, afirmou que pauta a gestão dele pela transparência. “Na minha administração não há nenhum ato secreto. O que for apontado, estaremos prontos para fazer os ajustes”, disse o desembargador.

No TRT da 11ª Região, o CNJ informou que o foco da inspeção foi o funcionamento do setor de precatórios, em especial a apuração do valor global devido pelo Estado do Amazonas.

O presidente do TJ-AM também ressaltou a importância do concurso público que está sendo realizado pela corte, para a contratação de juízes. Durante sua posse, em julho de 2012, Moutinho afirmou que a realização do concurso público para suprir as necessidades das comarcas do interior seria uma das prioridades de sua gestão.

Ari Moutinho, durante sua visita a vice-presidente da RCC, disse que a liberdade de imprensa, para ele, é coisa sagrada. “Sou um magistrado que enfrentei diversas dificuldades, mas em nenhum momento perdi minha serenidade, minha calma e minha fé na Justiça”, afirmou o presidente do TJ-AM.

Publicidade
Publicidade