Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019
Notícias

Arquiteta e artista plástica cria quadros que personalizam os ambientes

Maria do Carmo da Silva começou a produzir quadros personalizados e criou uma nova opção para quem deseja sair dos limites da decoração convencional



1.gif Os quadros são confeccionados nos mais diferentes estilos artísticos, desde o clássico passando pela Pop Art, de acordo com o estilo da decoração do espaço e a personalidade dos clientes
31/01/2015 às 20:16

Não importa se é aluguel, comprado de outra pessoa, recém-reformado ou construído especialmente para os moradores. Um imóvel só parece estar verdadeiramente aconchegante quando mostra a “cara dos donos” nos pequenos detalhes. E quem trabalha com design de ambientes sabe bem disso. De olho nesse nicho, Maria do Carmo da Silva, 36, decidiu unir duas paixões: arte e arquitetura.

No fim do ano passado, ela começou a produzir quadros personalizados para os clientes do escritório onde trabalha, “Carla Rocha Arquitetura & Interiores”, e criou uma nova opção para quem deseja sair dos limites da decoração convencional. “A gente importava muitas gravuras repetidas e tive a ideia de fazer quadros temáticos, de acordo com a personalidade do cliente”, diz a cearense, que é amazonense de coração.



Segundo ela, a equipe formada por cinco profissionais do ramo apresenta as tendências do momento e múltiplas opções de estilos para a clientela que contrata os serviços — seja para projetar o imóvel do zero, decorá-lo ou dar aquela repaginada. “Vou ao ambiente e vejo as características. Não planejo fazer só mais um quadro, mas algo que capte a personalidade de quem mora ou trabalha naquele lugar”, enfatiza.

Com aproximadamente 15 quadros confeccionados desde o final do ano passado, e mais a caminho, Maria do Carmo trabalha com diferentes estilos artísticos. Pinta o clássico, passando pela pop art, grafite e até pinturas realistas. “Uma cliente estimava muito a cachorra, que faleceu, e fiz uma homenagem. Já pintei um quadro de coração para uma clínica de cardiologia e guitarras para um músico. Procuro estilizar de acordo com cada cliente”, declara.

Entre os mais pedidos estão os com simbologia religiosa e algo especial para recém-casados, que desejam deixar o ninho de amor mais romântico. Nunca um modelo é igual ao outro. Produzir em escala está fora de cogitação. “Muitas pessoas querem algo para ‘abençoar’ a casa, como símbolos de Israel e trechos bíblicos. Alguns casais querem algo especial para colocar na cabeceira da cama”, diz.

Está na moda

Os tamanhos também variam, assim como se serão itens “solitários” ou em conjunto. Tudo depende do espaço e do planejamento. “Geralmente, os pequenos são produzidos em conjunto, para fazer uma composição. A tendência agora é usar um conjunto de quadros com tamanhos diferentes”, explica a arquiteta e artista plástica. “Alguns quadros formam uma figura”, completa, ao informar que os valores variam de R$ 300 a R$ 1,5 mil.

E por falar nisso, a nordestina ressalta que algumas cores estão na moda, além de tipos específicos de artes plásticas. Entretanto, tudo deve ser harmonizado conforme o gosto do freguês. “Fazemos decoração de interiores para remeter às cores que estão em alta, como azul turquesa e amarelo. O geométrico também está em alta na arquitetura. Mesmo que todos escolham a mesma cor, cada quadro é uma proposta diferente, única”, enfatiza.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.