Domingo, 24 de Outubro de 2021
Sem Apoio

Associação de Transporte de Carga considera ilegítimo bloqueio feito por caminheiros em rodovias

Segundo a NTC & Logística, paralisações feitas por caminhoneiros autônomos têm pauta de natureza política e são dissociadas das reivindicações da categoria



caminhoneiros.jpg_CFE1CA2A-7208-47B8-A092-023400AD1682.jpg Foto: Reprodução
08/09/2021 às 17:13

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) monitora um movimento isolado de caminhoneiros que bloqueia o tráfego na BR-174. Segundo nota da PRF, o fluxo é normal em todas as rodovias federais no Amazonas. A Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC & Logística) repudiou o movimento, que também ocorreu em diversas rodovias do país.

De acordo com a nota da Associação, paralisações organizadas por caminhoneiros autônomos têm pauta de natureza política e “dissociadas até mesmo das bandeiras e reivindicações da própria categoria, tanto que não tem o apoio da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos”.

O coordenador do movimento no Amazonas, Edmilson Aguiar, disse à reportagem que a intenção do movimento, entre outras coisas, é cobrar que a alíquota do ICMS sobre o diesel seja zerada. "Além dessa situação de não deixar o nosso presidente governar, também estamos colocando a pauta da alíquota do diesel".

Edmilson não confirmou qual rodovia deve interditar e nem quando. Segundo o coordenador, a decisão será tomada após uma reunião com o movimento.

“A NTC deixa claro que não apoia esse movimento, repudiando-o, orientando as empresas de transporte a seguirem em sua atividade e orientando os seus motoristas para, em caso de bloqueio ao trânsito dos seus veículos, acionarem imediatamente a autoridade policial solicitando sua liberação”, registra a nota.

Ao menos sete estados registram bloqueios, nesta quarta-feira (8), em rodovias federais, subindo o nível de alerta de transportadoras e mercados. Alguns postos já começaram a ficar sem combustíveis.

Nesta terça-feira, feriado da independência, caminhoneiros fizeram, na Avenida das Torres, uma carreata pela manhã demandando a deposição de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Pela tarde, na Ponta Negra, uma fila de caminhos ocupou uma das faixas próximo ao Anfiteatro.

A CRÍTICA mostrou no último dia 22 de agosto, que há 24 anos, as alíquotas do ICMS sobre os combustíveis no Amazonas não sofrem alteração. Sobre a gasolina é cobrada 25%. E sobre o gás de cozinha, etanol e diesel, a alíquota é 18%, segundo informações repassadas pela Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz).

Em média, o litro do óleo diesel custa R$ 4,672 em Manaus. O valor máximo é de R$ 5,099 e valor mínimo de R$ 4,529, conforme dados coletados no último dia 30 pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). 17 postos de várias zonas da cidade foram consultados.

*Colaborou Giovanna Marinho.




Mais de Acritica.com

23 Out
plantacao_de_satelite_001_FC7D87B9-5873-48B7-A680-276E09E7E37D.jpg

Geotecnologia apoia investigações sobre crime organizado

23/10/2021 às 19:26

O Programa Brasil M.A.I.S (Meio Ambiente Integrado e Seguro) recebeu investimento de R$ 50 milhões em recursos do Fundo Nacional de Segurança Pública está sendo usada pelas secretarias de segurança pública de Amazonas, outros 14 estados e do Distrito Federal


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.