Domingo, 26 de Maio de 2019
AUTISMO

Associação do AM faz alerta para os desafios do autista na fase adulta: ‘Pouco se fala’

Secretaria da Associação dos Amigos dos Autistas do Amazonas (AMA) afirma que adultos com autismo precisam de muita atenção e denuncia que entidades não prestam assistência



autismo.JPG
Zelinda Souza (à esq.) e a turma de pais e autistas da associação. Foto: Winnetou Almeida
04/04/2018 às 06:47

Os autistas na fase adulta precisam do olhar mais atento e da proteção da sociedade, que vem esquecendo que essa faixa etária merece muita atenção. O alerta foi feito nessa terça-feira (3) por Maria Zelinda Jefreis de Souza, secretária da Associação dos Amigos dos Autistas do Amazonas (AMA), uma das entidades locais que assistem quem tem o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Ela é mãe de Lucas, de 23 anos, e já sentiu na pele a dor e a revolta de ver o filho ter que sair de uma instituição que não o aceitou para assistência por ele já ter 14 anos de idade à época.

“Muito pouco se fala dos autistas adultos, pois só mostram mais as crianças. Eles têm um tempo de vida nas instituições, terapias e saem. Meu filho, que tem autismo brando, fazia terapia e com 14 anos fomos ‘convidados’ a nos retirar de uma entidade”, disse ela.

Zelinda comentou que o poder público deveria oferecer lugares amplos a pessoas como o filho dela e outros já adultos, “onde haja terapia ocupacional, musicoterapia, cavalgada, piscina, com profissionais de educação física, com fonoaudiólogas; os meninos são capazes de fazer tudo no seu tempo”.


Lucas Souza tem 23 anos e aos 14 foi  ‘convidado’  a se retirar de uma associação. Foto: Acervo Pessoal

Há mais de 20 anos

A AMA, entidade da qual Zelinda é voluntária junto com outras mães ou responsáveis, existe há mais de 20 anos e, sem sede própria, funciona nas instalações do Centro de Vivência Magnólia, no ramal Bela Vista, no Puraquequara, Zona Leste de Manaus, sendo presidida por Leda Maria Maciel Brasil.

A associação assiste a 36 autistas sendo um centro de passagem para pessoas de 14 a 52 anos, que recebem as terapias e, depois, retornam para as suas residências. O assistido mais antigo é Antônio Ferreira, de 52 anos, que está há mais de 10 anos na AMA.

A entidade conta com apoio da Secretaria de Estado dos Direitos de Pessoas com Deficiência (Seped) e da empresa Ripasa. A AMA vive de doações de parcerias e convênios com a Secretaria de Estado do Direito da Pessoa com Deficiência (Seped) . "Também recebemos apoio de algumas parcerias como a Ripasa e alguns pais fazem doações, porém, voluntárias. Não obrigamos ninguém a pagar nada, nem mensalidade, mas temos uma folha de pagamento de pessoas que são (em regime) CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e também precisamos comprar ração para cavalo e outras coisas. São contribuições, mas sem mensalidade", informa Leida Brasil, presidente da Associação de Amigos dos Autistas do Amazonas .

“Estamos gritando por espaço. Nosso grito é para termos um lugar em que o poder público e os empresários olhem para esses meninos com amor. Corremos atrás de uma área, um espaço nosso, onde o Estado ou Município possa construir, para não só agregar os nossos, mas os outros que virão. Precisamos de uma quadra, uma piscina maior, escadas com acesso para meninos que têm dificuldade em ver”, disse a voluntária Zelinda Souza.

Temor

Zelinda de Souza denunciou que a proximidade da atual sede com a Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) gera temor e é um risco a mais para voluntários e assistidos pela entidade de atenção aos autistas.

“Um homem armado com uma faca já adentrou as dependências da sede. Há a proximidade da penitenciária também. Tudo isso gera temor. E nenhum profissional quer trabalhar em um lugar longe como no Puraquequara. Eles alegam que têm gastos de gasolina e não compensa com o que eles ganham”, alertou ela.

Atualmente, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que 70 milhões de pessoas no mundo todo possuem algum tipo de autismo. No Brasil, esse número passa de dois milhões.

Eventos alusivos até o fim desta semana

Várias atividades alusivas à Semana de Conscientização sobre o Autismo estão ocorrendo na cidade. A cor azul, que simboliza a luta, tomou conta do Complexo Turístico da Ponta Negra, na Zona Oeste, na manhã do último domingo (1), durante a solenidade de abertura, pela Prefeitura de Manaus, da “Semana Municipal do Autismo” e a realização da 2ª Caminhada pelo Autismo.

Pessoas de diversas zonas da cidade e entidades hastearam bandeiras e balões pela garantia dos direitos das Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e em alusão ao Dia Internacional do Autismo, celebrado na última segunda-feira, dia 2. Diversas atividades lúdicas, esportivas e personagens infantis fizeram a alegria das crianças e adolescentes autistas.

Na última segunda-feira (2), o Espaço de Atendimento Multidisciplinar ao Autista Amigo Ruy (Eamaar), localizado na rua Sapeaçu, 73, bairro Alvorada, promoveu uma manhã de atividades lúdicas, dentro da própria instituição.

Já à noite, a sede da Prefeitura de Manaus, na Compensa, ganhou iluminação azul e, no auditório da Faculdade Boas Novas (FBN), a Associação Mãos Unidas pelo Autismo (MUPA) realizou uma palestra voltada para a sociedade em geral.

No próximo dia 7 de abril, na Mini Vila Olímpica, a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio dos Jogos Adaptados André Vidal de Araújo (Jaavas), em parceria com o apoio da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e a empresa Endurance Sports, promove, às 16h, a 5ª Corrida Azul para adultos e crianças. A taxa de inscrição é de R$ 40 para crianças e R$ 60 para adultos, e pode ser feita no site Endurance Manaus.

Com o objetivo de debater os problemas enfrentados na rede de atenção à saúde para o diagnóstico do autismo, o deputado estadual Carlos Alberto (PRB), presidente da Comissão de Promoção e Defesa dos Direitos das Crianças, Adolescentes e Jovens da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), vai fazer uma audiência pública sobre o assunto na manhã da próxima sexta-feira, no auditório Cônego Azevedo da Casa Legislativa.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.