Solicitação

Associação pede que FVS-RCP tenha “maior sensibilidade com turismo”

Pedido tem como base a suspensão do funcionamento de testagens de detecção de Covid-19 em pontos de desembarque de turistas

Karol Rocha
20/01/2022 às 22:15.
Atualizado em 08/03/2022 às 15:56

(Foto: Divulgação)

A suspensão do funcionamento de testagens de detecção de Covid-19 em pontos de desembarque de turistas fez com que a associação Amazonas Cluster de Turismo oficializasse, nesta quinta-feira (20), um documento à Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) e a Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) com o pedido de “maior sensibilidade ao setor de turismo”.

De acordo com o presidente da Amazonas Cluster de Turismo, Ricardo Daniel Pedroso, a suspensão da testagem de detecção de Covid-19 no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, Porto e Rodoviária de Manaus tira a oportunidade de turistas que desembarcam na capital checarem se estão ou não com o vírus, o que faz com que o risco possa chegar até o setor hoteleiro.

“Vale ressaltar que a as empresas de turismo são obrigadas, por força de Decreto Estadual, a cobrar dos turistas o certificado de vacina e o teste Covid. A facilidade do turista que nos visita encontrar um posto de atendimento, principalmente no Aeroporto, além de ajudar as empresas mostra um comprometimento do Estado com a segurança dos turistas e da população que irá interagir com esses”, ressaltou ele, em documento enviado aos órgãos estaduais.

Questionada pela reportagem, a FVS-RCP afirma que a suspensão é temporária. Ainda de acordo com o órgão, a estratégia foi fundamental para identificar, em tempo oportuno, as variantes em circulação no Amazonas, à medida em que as linhagens foram sendo identificadas em outros estados brasileiros com maior circulação de passageiros.

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim destaca que a entrada de passageiros infectados com a Ômicron, vindos de outros estados brasileiros, não ocasionará mudança no perfil epidemiológico da infecção no Estado.

“A testagem de passageiros cumpriu o papel. Não há outra variante de preocupação no mundo que possa representar uma ameaça externa ao Amazonas no atual cenário. As equipes de saúde que estavam nos pontos estratégicos de testes vão ser realocadas para fortalecimento de frentes de trabalho nos centros de testagem descentralizados”, afirma.

A FVS-RCP acrescenta que pessoas sintomáticas podem ser testadas no Centro de Testagem no Vasco Vasques, Centro de Testagem do Estúdio 5 ou em unidades de saúde da rede pública ou privada. A suspensão é temporária. A Amazonas Cluster de Turismo é uma associação composta por 27 empresas do ramo do turismo, entre bares e hotelaria.

Assuntos
Compartilhar
Sobre o Portal A Crítica
No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.
© Copyright 2022Portal A Crítica.Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por
Distribuído por