Publicidade
Cotidiano
ECOTURISMO

Empresas investem no turismo de aventura com expedições e esportes radicais

Aventura é um bom negócio: superar desafios, estar em contato com a natureza e ter novas experiências está atrelado ao ecoturismo 09/10/2016 às 16:18 - Atualizado em 09/10/2016 às 16:20
Show show whatsapp image 2016 10 08 at 10.21.07
A Escola de Paraquedismo Vertical Fly atende o público manauara que busca se aventurar (Foto: Divulgação)
Geizyara Brandão Manaus (AM)

Superar desafios, estar em contato com a natureza e ter novas experiências está atrelado ao ecoturismo. De acordo com as Diretrizes para uma Política Nacional de Ecoturismo do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) e Ministério do Meio Ambiente, o ecoturismo “é um segmento da atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural”.

Implícito no nome da empresa, a Amazon Eco Adventures está no mercado há cinco anos, sob o comando do Bacharel em Turismo, especialista em Administração Hoteleira (SENAC-SP), Pedro Neto.

O empresário conta que sempre foi um sonho trabalhar com turismo de aventuras. “Há oito anos retornei a Manaus com muita vontade de contribuir com o desenvolvimento do turismo na região. [...] Então, nos posicionamos para o segmento turismo de aventura e ecoturismo”, afirmou Neto.

A Amazon Eco Adventures realiza serviços de turismo receptivo, trabalhando com pousada de selva, tour de lancha e barco, excursão a Presidente Figueiredo, city tours e serviços personalizados. “O nosso diferencial é oferecer produtos inovadores, investir em nossos próprios equipamentos, parceiros, colaboradores e trabalhar com um turismo mais exclusivo, buscando uma proposta voltada a sustentabilidade e satisfação plena dos clientes”, disse.

O segmento enfrenta a sazonalidade decorrente das férias. Neto acredita que todos foram afetados pela crise econômica do Brasil. “Com as dificuldades as empresas tiveram que reduzir seus lucros e manter os valores inalterados e alguns casos até reduzindo-os”, ressaltou.

A expectativa para o próximo ano é que seja mais tranquilo que 2016 devido ao evento das Olimpíadas no País.

Oportunidade

O publicitário e guia turístico, Erikes Rodrigues também divide a paixão pelas belas paisagens amazônicas, assim como Pedro Neto. Encantado com os lugares que percorreu ao ser convidado para fotografar, Rodrigues relata que não escolheu o turismo de aventura, mas foi escolhido pelo segmento.

Proprietário da Amazon Mystery Tours, Rodrigues explica que conhece poucos lugares fora do Estado do Amazonas e o turismo de aventura ainda é pouco explorado, mesmo tendo um potencial.

A empresa de Rodrigues desenvolve atividades semelhantes à Amazon Eco Adventure como: city tours (tanto em Manaus quanto em Presidente Figueiredo), caiaque com botos, excursões e expedições pelos rios Urubu e Jatapú.

Segundo a professora de Turismo da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Marcia Guimarães, os acadêmicos recebem direcionamento para serem donos de seus próprios negócios. “[...]. O segmento de aventura naturalmente a gente discute na faculdade, isso já faz parte dos assuntos acadêmicos como um segmento de mercado muito promissor no Estado do Amazonas”, explicou.

Paraquedismo

Na contramão do público atendido pelas empresas que realizam atividades de excursões tanto na capital quanto no interior do Amazonas, a Escola de Paraquedismo Vertical Fly atende, em maior número, o público manauara. 

Localizada no Aeroclube do Amazonas, Bairro Flores, a escola funciona há três meses e surgiu após o paraquedista Renan Paz se profissionalizar e aprofundar os conhecimentos atrelados ao ramo.

Paraquedista há oito anos, Paz evidencia que amadureceu a ideia de ter a própria escola no segmento de aventura. “Sempre gostei da atividade, à medida que fui me profissionalizando no esporte, fui amadurecendo a ideia de ter meu próprio negócio”, relatou.

Para Paz, o público manauara necessita de mais opções de lazer que envolva a aventura. “O segmento em Manaus é muito promissor, nós temos dois milhões de habitantes, e temos poucas opções de lazer voltado para o público aventureiro”, apontou o empresário.

Muito se fala na crise que afetou todos os setores da economia e com a escola não foi diferente, mas o dono revela que o setor permanece operante. “Com a crise o movimento caiu um pouco, mas nada alarmante. Estamos sempre atrás de novas ideias para captar mais clientes. O segmento continua firme”, garantiu Paz.

A Vertical Fly, além dos saltos duplos, oferece aulas de paraquedismo para quem quer se aventurar sozinho nas alturas. Para registrar o momento ímpar, o instrutor leva uma câmera presa na mão.

O proprietário da escola de paraquedismo informa que o movimento nos finais de semana é mais intenso, apesar de funcionar diariamente das 8 às 18 horas e está confiante para o próximo ano. “As expectativas são as melhores possíveis. Mais pessoas fazendo salto duplo e mais adeptos para o esporte”, assegurou.

Start-up

Há dois anos no mercado de ecoturismo, a "Pra Que Rumo" é uma start-up amazonense que atua no Amazonas, operando em mais de cinco cidades. A plataforma online auxilia turistas e nativos a escolherem seus 'rumos' e aventuras, unindo a tecnologia com o esporte e o lazer em contato com a natureza. "Nós centralizamos as atividades de ecoturismo e turismo de aventura na Região. Além de roteiros personalizados para grupos e turismo de base comunitária", explicou o diretor comercial, João Marcos.

Cerca de 10 mil usuários utilizam a plataforma online, sendo que mais de 500 clientes foram atendidos pelo site, reforçando a ideia de que a Amazônia possui um potencial turístico para o desenvolvimento econômico sustentável. "Nós vimos a essa deficiência no mercado, onde era muito difícil encontrar as informações das atividades que aconteciam aqui na Região. Então, pensamos em desenvolver a plataforma para centralizá-las em um só lugar, onde o cliente pode encontrar stand up paddle, rapel, trilhas, entre outros. Essa foi a ideia inicial", afirmou Marcos.

A equipe da empresa é composta por quatro pessoas, incluindo o fundador, Tayke Monteiro. A intermediação da plataforma com os organizadores é desenvolvida pelo diretor de relacionamento."Como não realizamos as atividades, fazemos as parcerias com os organizadores", disse.

Atualmente, a empresa conta com um grupo de 35 parceiros que possuem diferentes atividades e estão linkadas no site www.praquerumo.com.br.

Serviços

- Amazon Eco Adventures
Rua 10 de Julho, 579, no Largo de São Sebastião. 
Contato pelo telefone: (92) 98831-1011

- Amazon Mystery Tours
Telefone: (92) 99319-6028
(92) 98430-7763

- Vertical Fly
Telefone (92) 98138-0821

Publicidade
Publicidade