Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020
ACIDENTE

Avião cai logo após decolagem no Cazaquistão e deixa 12 mortos

A aeronave Fokker 100, operada pela Bek Air, teve problemas pouco depois de partir de Almaty, o centro comercial do país asiático



avi_o_AE49006B-FE98-4FDC-8604-03A6D8C582BB.JPG Equipes de emergência no local de queda de avião que atingiu casa perto de Almaty, no Cazaquistão 27/12/2019 REUTERS/Pavel Mikheyev
28/12/2019 às 11:50

Doze pessoas morreram e dezenas ficaram feridas após um avião com quase 100 passageiros e tripulantes cair logo após a decolagem no Cazaquistão nessa sexta-feira.

A aeronave Fokker 100, operada pela Bek Air, teve problemas pouco depois de partir de Almaty, o centro comercial do país asiático, em um voo que decolou antes da madrugada com destino à capital Nur-Sultan.



O avião perdeu altitude durante a decolagem e rompeu uma cerca de concreto antes de atingir uma casa de dois andares, informou o Comitê da Aviação Civil do Cazaquistão. Não ficou claro de imediato o que provocou a queda.

“O avião inclinou para a esquerda, depois para a direita, e então começou a balançar enquanto ainda tentava ganhar altitude”, disse à Reuters o empresário Aslan Nazaraliyev, que sobreviveu ao acidente.

Investigadores encontraram marcas deixadas pelo avião na pista do aeroporto.

“Antes de cair, a aeronave tocou a pista com a cauda duas vezes, o trem de pouso estava recolhido”, disse o vice-primeiro-ministro, Roman Sklyar, a repórteres.

“Uma comissão... estabelecerá se isso foi erro do piloto ou problemas técnicos. A pista estava em condição ideal”.

Um repórter de Reuters viu os restos da parte frontal do avião e outras partes da fuselagem espalhadas ao redor do que sobrou da casa atingida.

Uma sobrevivente disse ao site de notícias Tengrinews que ouviu um “som aterrorizante” antes de o avião começar a perder altitude.

“O avião estava voando inclinado. Tudo era como um filme: berros, gritos, pessoas chorando”, contou.

Autoridades inicialmente contabilizaram 15 mortes, mas depois revisaram o número para 12, acrescentando que 49 pessoas estão em hospitais —algumas delas, em condições graves.

O avião levava 93 passageiros e cinco tripulantes, e o Ministério do Interior cazaque disse que o capitão está entre os mortos.

A pasta afirmou que está investigando a possibilidade de violação das regras de operação e segurança de voo, um procedimento legal padrão.

O Comitê de Aviação do Cazaquistão disse que está suspendendo todos os voos da Bek Air e das aeronaves Fokker 100 à espera dos resultados da investigação.


Mais de Acritica.com

20 Jan
trans_8C3DB8BB-BCF9-43E8-B068-3BED79D3DBF5.JPG

Mutirão retifica nomes e assegura identidade de travestis e transsexuais

20/01/2020 às 20:27

Como o procedimento feito diretamente no cartório não é tão simples (a lista de documentos exigidos é extensa) e nem sempre é barato (custa em média entre R$350 a R$ 400), a ação visa não somente facilitar a vida das pessoas transexuais que desejam alterar o nome e gênero de registro em sua documentação de nascimento, como também vai acompanhar e custear a certidão de tabelionato de protestos


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.