Publicidade
Cotidiano
Saúde

Balanço aponta 196 casos suspeitos de zika vírus e descarta mais dois de microcefalia

Semsa aponta 196 casos suspeitos de zika e descarta mais dois de microcefalia; balanço atualizado sai hoje 13/09/2016 às 21:42 - Atualizado em 14/09/2016 às 08:18
Show zika
O balanço mostra, ainda, que a capital permanece com apenas um caso de microcefalia associada ao zika
acritica.com Manaus (AM)

O mais recente Informe Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) sobre o zika vírus em Manaus mostra que durante o mês de agosto foram notificados 196 casos suspeitos da doença, 117 a menos que o registrado em julho e mais dois casos de microcefalia descartados pela doença. O balanço mostra, ainda, que a capital permanece com apenas um caso de microcefalia associada ao zika e que, ao longo do mês, 63 denúncias sobre focos de desenvolvimento do Aedes aegypti em locais públicos e particulares foram feitas a Vigilância Epidemiológica. 

A secretaria divulga nesta quarta-feira o 58º informe epidemiológico com os dados atualizados da doença.

De acordo com o Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica da Semsa está sendo observado em Manaus redução da notificação de casos suspeitos de Febre por Zika Vírus desde o mês de abril deste ano, semelhante ao que ocorre no País.

No entanto, em Manaus, vale ressaltar que a força de trabalho frente à epidemia desde a emissão do Decreto de situação de emergência contribui significativamente para redução da transmissão destas doenças.

No que se refere à Microcefalia, desde o início da epidemia de Zika Vírus no Brasil e estabelecimento de relação com Infecção pelo Zika Vírus, foi implantada a vigilância para notificação e investigação de qualquer caso que atenda aos critérios definidos pelo Ministério da Saúde. A secretaria divulga nesta quarta-feira o 58º informe epidemiológico com os dados atualizados da doença.

Desde o início das notificações, em dezembro de 2015, a Semsa contabiliza 3.033 casos confirmados de zika, dos quais 430 em grávidas. Permanecem em investigação 138 casos, sendo 51 deles em mulheres gestantes. Dos 22 casos suspeitos de microcefalia, nove continuam em investigação, para confirmação ou descarte. Até o momento, a Secretaria descartou 2,5 mil casos da doença.

Homero destaca a importância da participação popular no combate ao Aedes e cita as mais de 5 mil denúncias recebidas pela Semsa por meio do Disque-Saúde. “Essas informações levam a Visa Manaus a agir de forma mais precisa e mais rápida. Todas as denúncias são catalogadas e atendidas dentro de um planejamento que alcança todos os distritos da cidade”, disse.

Sempre alertas

O secretário  municipal de saúde, Homero de Miranda Leão Neto, infroma que a zika permanece sob controle, mas o alerta continua. “As novas notificações estão dentro da curva epidemiológica. Mesmo assim, não podemos relaxar”.

2.100

É o número de brigadas de Combate ao Aedes aegypti organizadas para atuar em comunidades, escolas e instituições públicas e privadas em Manaus.

Publicidade
Publicidade