Publicidade
Cotidiano
Notícias

Bancada do Amazonas apresenta proposta que destina R$ 89,7 milhões para saúde

Metade dos recursos das emendas individuais vai para estruturação da rede de serviços de atenção básica de saúde nos municípios, o prazo de oferecimento das sugestões encerrou na última quarta (17) 20/12/2014 às 08:58
Show 1
Cada um dos 11 parlamentares da bancada do Amazonas apresentou propostas no valor máximo de R$ 16,3 milhões e emendas coletivas no valor de R$ 2,3 bilhões
ANTÔNIO PAULO Brasília (DF)

Já está nas mãos do relator-geral da proposta orçamentária de 2015, senador Romero Jucá, as 9.664 emendas de bancada e individuais apresentadas pelos 594 deputados e senadores do Congresso Nacional. O prazo de oferecimento das sugestões terminou na quarta-feira.

Em valores totais, elas somam R$ 85,3 bilhões, sendo que R$ 75,6 bilhões foram apresentados pelas bancadas estaduais e comissões da Câmara dos Deputados e do Senado. O restante (R$ 9,7 bilhões) foi para as emendas individuais de deputados e senadores. Somente estas últimas terão execução obrigatória, como determina o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

Cada um dos parlamentares apresentou propostas no valor máximo de R$ 16,32 milhões, sendo que metade desse valor (R$ 8,15 milhões) terá que ir obrigatoriamente para a área da saúde. O restante será aplicado nas demais áreas como educação, infraestrutura e segurança pública.

A bancada do Amazonas, composta por oito deputados federais e três senadores, ofereceu emendas individuais no valor de R$ 179,5 milhões e mais R$ 2,3 bilhões em emendas coletivas. A metade dos recursos das emendas individuais (R$ 89,7 milhões) vai para estruturação da rede de serviços de atenção básica de saúde nos municípios do Estado. O senador Eduardo Braga (PMDB-AM), por exemplo, destinou R$ 7,16 milhões para esse programa.

Na distribuição das emendas individuais, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) propôs R$ 8,1 milhões para beneficiar diversos municípios na área de atenção básica de saúde. Mais R$ 2,6 milhões também serão destinados ao interior à compra de caminhões coletores, patrulhas mecanizadas e outros implementos agrícolas.

Iranduba foi contemplado com R$ 700 mil para a construção de um centro cultural e Japurá com R$ 1,5 milhão visando o asfaltamento e recapeamento da cidade.  A senadora destinou ainda  R$ 1 milhão à construção de feiras populares que vão baratear os preços dos alimentos nos bairros de Manaus. A exemplo dos anos anteriores, ela propôs investimentos de R$ 2,7 milhões em instituições como Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa), Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Fiocruz, Embrapa e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Quem também privilegia todo ano a área de educação, com suas emendas individuais, é o deputado Francisco Praciano (PT-AM). No último orçamento que participa (não se elegeu senador), o deputado apresentou emendas no valor R$ 3,7 milhões para ações de pós-graduação, ensino, pesquisa e extensão da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), construção de restaurante universitário no campus de Benjamin Constant, construção da Casa do Estudante em unidades do Instituto Federal de Educação (Ifam).

Publicidade
Publicidade