Publicidade
Cotidiano
Notícias

Bancada do Amazonas aumenta em Brasília e na ALE-AM

TSE julgou processo que redefiniu número de deputados da banca amazonense, nesta terça-feira (9). A decisão de hoje no TSE, que pode ser contestada no STF, aumenta o número de deputados federais de oito para nove e de deputados estaduais de 24 para 27. Valendo a partir das eleições 2014 09/04/2013 às 20:40
Show 1
Câmara de Deputados
Rosiene Carvalho ---

O pedido da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) para aumentar a bancada do Amazonas em Brasília foi aceito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), numa votação de 5 votos a 2. O processo foi o primeiro a ser analisado pelo TSE, na sessão desta terça-feira (9). A decisão, que pode ser contestada no Supremo Tribunal Federal (STF), aumenta o número de deputados federais do Amazonas de oito para nove e de deputados estaduais de 24 para 27. Valendo a partir das eleições 2014.

O pedido de redistribuição das vagas na Câmara Federal foi apresentado pela ALE-AM, que pediu a redefinição do número de deputados federais com base no Censo do IBGE de 2010.

Segundo a ALE-AM, os novos dados fornecidos pelo IBGE colocam o Amazonas na condição de eleger um número maior de deputados federais nas eleições de 2014. Com isso, a ALE-AM também poderia ampliar o número de deputados estaduais.

A polêmica da questão é que a decisão atingia outros estados do País. Um dos argumentos apresentados pela ALE-AM é que o Amazonas tem uma população maior que Alagoas e Piauí, que, respectivamente, contam com nove e dez deputados federais.


Confira abaixo as mudanças na redistribuição de vagas na Câmara Federal para todo País.

Perdem 1 cadeira: Alagoas, Espírito Santo, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Perdem 2 cadeiras: Paraíba e Piauí.

Ganham 1 cadeira: Amazonas e Santa Catarina.

Ganham 2 cadeiras: Ceará e Minas Gerais.

Ganha 4 cadeiras: Pará.


Confira matéria completa sobre o tema na edição desta quarta-feira (10) do jornal A Crítica


Publicidade
Publicidade