Publicidade
Cotidiano
Notícias

Bancários aprovam greve em Manaus a partir da terça-feira (6)

Segundo o presidente do sindicato, 1,5 mil trabalhadores devem cruzar os braços. Eles reivindicam um reajuste de 15% (inflação mais ganho real de 5%) 01/10/2015 às 21:42
Show 1
Segundo o presidente do sindicato, não houve abstenções nem votos contrários a greve
acritica.com Manaus (AM)

Em assembleia na noite de hoje (1º), por unanimidade, os membros do Sindicato dos Bancários do Amazonas aprovaram greve por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira.

De acordo como o presidente da entidade, Nindbergue Barbosa, a expectativa é que 35% da categoria, cerca de 1,5 mil bancários, atendam ao chamado e cruzem os braços.

“Nossa principal reivindicação é o reajuste de 15%, que é e inflação mais o ganho real de 5%. A contraproposta dos patrões está muito distante do nosso pleito, Eles querem dar um aumento de 5,5% e mais um abono de R$ 2,5 mil em parcelas”, afirmou o sindicalista.

Segundo Nindbergue, as agências dos  bancos privados devem parar parcialmente enquanto os bancos públicos (Banco do Brasil, Caixa Econômica e Banco da Amazônia) devem parar totalmente.

“Apenas os serviços de saque automático e compensação irão funcionar durante a greve”, acrescentou. Os sindicalistas vão aguardar uma nova contraproposta dos bancos até segunda-feira, dia 5, quando devem se reunir em nova assembleia, e dependendo do avanço ou não das negociações, deflagrar a greve.

“Já estamos em contato com trabalhadores do interior para ampliar o movimento”, disse. "Nós também queremos melhores condições de trabalho e mais segurança", completou.

Publicidade
Publicidade