Sábado, 25 de Maio de 2019
SAÚDE

Bancos de Leite Humano do Amazonas têm 341 doadoras, aponta Susam

Para incentivar as mulheres em período de amamentação a doarem, a Secretaria realiza a partir do dia 17 a programação alusiva ao Dia Nacional de Doação de Leite Humano



WhatsApp_Image_2019-05-09_at_15.10.52_17204F3A-DFC4-4CF3-8116-70E1B00CCE94.jpeg
Foto: Divulgação
09/05/2019 às 16:08

Dez dias após ter o segundo filho, a pedagoga Samara Lima se tornou uma das 341 doadoras dos Bancos de Leite Humano (BLH) da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), nos três primeiros meses de 2019. Ela conta que se sensibilizou com as palestras que participou na maternidade Azilda Marreiro.

“Partia meu coração saber que havia crianças em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) precisando de leite. E eu tenho muito, sempre tirava e jogava, porque o meu neném não dava conta, acabava se afogando, chorava, e como ficava ‘empedrado’ (ingurgitamento mamário) eu jogava fora”, relatou.

A pedagoga conta que, quando teve o primeiro filho, há 11 anos, não tinha a mesma sensibilidade em relação à doação. Atualmente, doa todas as segundas-feiras, quando a maternidade envia um motorista para buscar o leite.

Mãe de primeira viagem, a jornalista Mayrlla Motta aproveita as consultas da filha na maternidade Balbina Mestrinho para doar o leite em excesso no BLH Fesinha Anzoategui, que funciona na unidade.

“Tinha dias que eu ordenhava e saía 150 ml só de um lado do seio, tinha muito leite. E isso estava me deixando doente, então fui a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), pois o ingurgitamento mamário pode se transformar em mastite. Foi então que eu decidi doar, pois meu leite é muito precioso para eu estar jogando”, disse.

A jornalista afirma que se sente feliz em poder ajudar com as doações de leite humano. “Eu tinha consciência de que estaria ajudando mais recém-nascidos, porque muitos bebês ficam nas UTIs. O leite materno é fonte de vida, e eu queria ajudar essas crianças”, ressaltou.

Campanha

Para incentivar as mulheres em período de amamentação a doarem, a Susam, por meio da Coordenação Estadual de Saúde da Criança, realiza a partir do dia 17 de maio a programação alusiva ao Dia Nacional de Doação de Leite Humano, celebrado no dia 19 deste mês, nos três BLH da secretaria.

Serão realizadas palestras para divulgação e sensibilização nas recepções das maternidades e nos Alojamentos Conjuntos (Alcons), além de rodas de conversas com gestantes das unidades básicas de saúde (UBS) ligadas à Maternidade Azilda Marreiro.

“O Ministério da Saúde preconiza que o aleitamento materno deve ser exclusivo até 6 meses de vida. Ou seja, o alimento materno é o alicerce para a construção de uma base sólida tanto em saúde física como mental”, afirma  a coordenadora estadual de Saúde da Criança, Katherine Benevides.

A Campanha “Presenteie a vida. Doe Leite Materno” vai incentivar as mulheres em período de amamentação a doarem, a fim de que os bancos possam atender bebês prematuros e os que necessitam de cuidados especiais internados nas maternidades.

Segundo a coordenadora, o leite materno atua em todo o organismo e, em longo prazo, combate a obesidade e, principalmente, ajuda a reduzir a mortalidade infantil.

Quem pode doar?

As mães que possuam excesso de leite, que não tenham problemas de saúde e que não estejam fazendo uso de medicamento que interfira no leite podem doar, conforme Katherine Benevides.

“Para que a mãe seja doadora, ela faz vários exames, providenciados pelo próprio BLH, e faz entrevista com o pediatra para saber se está apta à doação de leite. É importante que ela seja bem saudável, porque é um leite que vai para os bebês prematuros, é um leite que salva vidas”, ressaltou a coordenadora.

Saiba quais são os locais para a doação de leite materno no Amazonas clicando aqui.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.