Publicidade
Cotidiano
NO INTERIOR DO AM

Bebê prematuro morre em hospital sem incubadora no município de Lábrea

Com a falta de incubadora, funcionários improvisaram balde como máscara de oxigênio para atender a criança. Em março, outro bebê prematuro já havia falecido no hospital 28/04/2018 às 09:45
Show bebe
Foto: Reprodução
Tainá Benevides Manaus (AM)

Outro bebê prematuro voltou a falecer no Município de Lábrea (a 853 quilômetros de Manaus). Sem incubadora no hospital do município, o bebê, que se encontrava em estado grave, morreu na última quinta-feira (26). A suspeita é que se tenha usado novamente um utensílio doméstico (balde) para ajudar na respiração do recém-nascido.

A mãe de 29 anos deu entrada no hospital na última quarta-feira (25) em trabalho de parto com gestação de seis meses. Mesmo com uma gravidez de risco a bebê nasceu pesando 1,1 kg, de parto cesariana.

Uma foto circulando pelas redes sociais mostra o prematuro enrolado em um pano, dentro de uma sacola plástica e um balde servido como máscara de oxigênio. Procurada pela reportagem a família não quis comentar o assunto.

Antes desse caso, outra morte envolvendo um bebê prematuro foi registrada no dia 10 março, também em Lábrea. O menino teria ficado 24 horas fora da incubadora. Os médicos improvisaram com um balde uma máscara de oxigênio. A unidade de Tratamento Intensivo (UTI) aérea foi solicitada, mas a criança morreu antes da chegada da aeronave.

Em nota a Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (Susam) esclareceu que a equipe médica conseguiu estabilizar o quadro da mãe, que segue internada e em observação. Antes do deslocamento da aeronave do serviço de UTI aérea, que fazia a remoção de uma criança indígena, com queimaduras de terceiro grau, no Município de Tabatinga (a 1.108 km de Manaus em linha reta), o bebê sofreu uma parada cardíaca e não resistiu.

A Susam comunicou que “lamenta profundamente o ocorrido” e afirma que abrirá sindicância para apurar as circunstâncias. Nessa sexta-feira (27), a Susam informou que encaminhou uma incubadora para o Hospital Regional de Lábrea. Também seguirão para o município um técnico, que irá instalar o equipamento, e uma enfermeira, para dar orientações aos profissionais do hospital.

Publicidade
Publicidade