Publicidade
Cotidiano
Filiado ao pros

Belarmino ensaia discurso para eleições internas da ALE, a qual já presidiu 3 vezes

Perguntado se pretende concorrer à presidência da Assembleia Legislativa do Amazonas agora que está filiado ao mesmo partido do governador José Melo, deputado Belarmino Lins disse que irá se dedicar “de corpo e alma” às eleições 17/03/2016 às 13:14 - Atualizado em 17/03/2016 às 15:03
Show vice presidente ale am belarmino lins pmdb acrima20130802 0025 15
Deputado Belarmino Lins (Pros) (RUBILAR SANTOS)
JANAÍNA ANDRADE MANAUS

Recém incorporado ao Pros, sigla do governador José Melo (Pros), o deputado Belarmino Lins, que já administrou a presidência da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) por três vezes, ensaia o discurso para a próxima eleição pelo comando da Casa, que ocorre em dezembro deste ano.

“Nós estamos a alguns meses do fim da gestão do presidente Josué Neto e hoje a preocupação maior é em superar a crise financeira ALE-AM. Não pode é perder o foco, falando que 'Ah, não esperava pela crise!'. Se ela existe nós temos que debelá-la com coragem para acertar e com a humildade de corrigir alguns erros que por ventura tenham ocorrido”, disse.

Provocado se pretende concorrer à presidência da Casa agora que está filiado ao partido de Melo, Belão, como é conhecido pelos colegas de parlamento, disse que “está cedo” e que irá se dedicar “de corpo e alma” às eleições municipais. 

“Passada essa fase aí vem o processo de eleição da ALE, mas isso só se desenvolve nos dois últimos meses e se afunila nos 15 dias finais, porque o governo tem uma Casa majoritária”, afirmou.

Mas em seguida lembrou seus feitos quando presidente da ALE-AM. “Quando assumi em 2005, o vale alimentação da ALE estava congelado há três anos, primeiro sofreu um decréscimo de R$ 300 para R$ 260, mas no dia seguinte que eu assumi elevei para R$ 400”.

Belão assegurou ainda ser contra a redução salarial dos servidores da ALE-AM, apesar da crise. 

“Se lá no futuro precisar a administração intervenha na gratificação dos funcionários, nós também temos que nos inserir no contexto. Se pode para eles, poderá também para os deputados. Não podemos ficar fora do processo de cortes”, falou.

A saída

Com a briga entre Eduardo Braga e o governador José Melo (Pros) se acirrando, o PMDB decidiu esse ano enquadrar Belarmino Lins. Após as eleições de 2014, Belarmino ignorou os dirigentes partidários e permaneceu na base do governo Melo. 

Na sexta-feira, 11, Belarmino anunciou sua desfiliação do PMDB, onde estava há 12 anos. Hoje, às 16h, o deputado assina a ficha de filiação no Pros, em solenidade que acontecerá no Da Vinci Hotel, bairro Adrianópolis, com a presença do governador José Melo, segundo a assessoria do parlamentar.

Apoio

O pronunciamento de Belarmino, ontem, na ALE-AM, anunciando sua filiação ao PROS, recebeu apoio da maioria dos parlamentares presentes, entre eles, Sabá Reis (PR), Serafim Corrêa (PSB), Bosco Saraiva (PSDB), BI Garcia (PSDB),David Almeida (PSD), Dermilson Chagas (PDT), Alessandra Campelo (PMDB), Francisco Souza (PSC), Dr. Gomes (PSD), Augusto Ferraz (DEM), Carlos Alberto (PRTB) e Sinésio Campos (PT).

Francisco Souza

Ontem, também foi a vez do deputado Francisco Souza migrar do PSC para o PTN de Abdala Fraxe.  O parlamentar comunicou a mudança durante pronunciamento e em seguida assinou a ficha de filiação em solenidade que ocorreu na própria ALE-AM.

Hoje o deputado Adjuto Afonso deve anunciar sua saída do PP para o PDT. E Platiny Soares pula do PV para o PSC, capitaneado pelo deputado federal Jair Bolsonaro.

CMM

O vereador licenciado Luis Alberto Carijó, hoje secretário municipal extraordinário deixou ontem o PDT e entrou para o partido de Artur Neto, o PSDB. Ainda dividido, o vereador Ednailson Rozenha do PSDB está prestes a optar pelo PSDC ou PTC.

Gilmar Nascimento (vereador licenciado e secretário municipal de Administração) do PDT, Hiram Nicolau e Glória Carratte do PSD também reforçam o time dos indecisos.

Publicidade
Publicidade