Domingo, 27 de Setembro de 2020
REFORÇO

BNDES aprova R$30 bi em créditos para linhas emergencias na pandemia

O apoio beneficiou até o momento mais de 163 mil empresas, contribuindo para a manutenção de um número estimado em cinco milhões de empregos



66e841c2-bndes_9B1CEFDE-73D8-480B-BE0C-1DE2C2420711.jpg Foto: Divulgação
02/08/2020 às 17:50

 O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) alcançou na sexta-feira a marca de 30 bilhões de reais em aprovações nas linhas emergenciais implementadas para atenuar as consequências econômicas causadas pela Covid-19, disse a instituição financeira neste domingo.

O apoio beneficiou até o momento mais de 163 mil empresas, contribuindo para a manutenção de um número estimado em cinco milhões de empregos.



As medidas emergenciais também tiveram como foco preservar as cadeias produtivas nacionais e a saúde dos brasileiros, destacou o banco de fomento em comunicado.

“As iniciativas voltadas às micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) receberam atenção especial, em virtude da importância econômica e social dessas atividades.”

O Programa Emergencial de Suporte a Empregos (4,6 bilhões de reais aprovados), a linha BNDES Crédito Pequenas Empresas (com 6 bilhões de reais), o Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (3,4 bilhões de reais realizados por meio da garantia) e a suspensão de pagamentos para operações indiretas automáticas (3,1 bi de reais autorizados) possibilitaram a manutenção de um número estimado em quatro milhões de postos de trabalho.

Já as iniciativas do BNDES para preservar a saúde das pessoas tiveram como foco principal o Programa Emergencial para o Setor de Saúde (305 milhões de reais aprovados), que resultou até o momento na aquisição de 2.870 leitos, 4,5 milhões de testes, 1.500 monitores e outros 220 respiradores para o tratamento de pacientes com Covid-19.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.