Publicidade
Cotidiano
Notícias

Boa parte dos brasileiros desconhece quanto paga de juros nos cartões de crédito

Segundo o estudo do SPC, 64% da população já esteve com o nome incluído em dívidas de créditos no mercado 26/06/2013 às 10:08
Show 1
O descontrole financeiro é o principal fator das dívidas ativas nos cartões
acritica.com ---

Parcela de 77% dos brasileiros já utilizam cartão de crédito, aponta estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC-Brasil). No entanto, a fatia de 72% dos usuários não sabe quanto paga pelos juros no crédito rotativo quando deixa de quitar o valor integral da fatura. Esses dados foram divulgados nesta terça-feira (25) pelo SPC, que encomendou uma pesquisa especial para mapear hábitos e comportamentos mais comuns do brasileiro na hora de utilizar as várias opções de crédito disponíveis no mercado.

A maior parte dos consumidores que utiliza esse mecanismo de crédito sabe o quanto paga pela anuidade do cartão (79%). Mas o SPC considera preocupante que parcela de 72% desconheça o valor do juro cobrado pelo uso do crédito rotativo.

“A lógica deste jogo é muito simples: aqueles que não quitam o valor integral da fatura pagam pela comodidade e praticidade daqueles que usam o cartão de maneira consciente. A taxa média gira em torno de 200% ao ano. É a maior do mundo”, afirma a economista do SPC Brasil Ana Paula Bastos. “O estudo mostra que brasileiro demonstra interesse em saber o quanto que vai desembolsar para adquirir o cartão, mas ignora o valor de custos secundários como a multa paga por atrasar o pagamento da fatura ou o juro cobrado pelo uso do crédito rotativo”, avalia Ana Paula.

O SPC ressalta que o cálculo que indica a utilização de cartão de crédito por 77% da população envolve cartões de banco e de lojas. Na elaboração da pesquisa, foram consultadas 604 pessoas, em todas as capitais brasileiras. A margem de erro da pesquisa é de quatro pontos porcentuais para mais ou para menos.

Dos usuários de cartão de crédito, 58% têm entre 25 e 49 anos e 27% têm conta bancária, indica o estudo. A principal fatia, de 36% dos consultados, tem renda média familiar mensal na faixa de R$$ 906 a R$$ 2,2 mil.

A pesquisa identificou ainda que o número de consumidores que dividem os gastos no cartão em maior número de parcelas está crescendo. Em 2012, o porcentual da população que dividia as compras em mais de dez vezes para parcelar móveis era de 10%, 11% em eletrodomésticos e 10% em aparelhos eletrônicos. Em 2013, esses índices aumentaram para 15%, 50% e 47%, respectivamente.

Dos consultados, 49% responderam que pretendem fazer compras parceladas no cartão de crédito nos próximos seis meses.

Publicidade
Publicidade