Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021
Live Parintins 2021

Boi Caprichoso conduz alegorias para concentração do Bumbódromo

“A arena vai ficar pequena para o tamanho das nossas estruturas”, afirma o diretor de concentração do bumbá, Zandonaide Bastos



9d99f83e-14f3-4de4-a9e9-96edf44f8a87_98C63E91-46D4-4FD1-9214-104ACB9B4E60.jpg Foto: Divulgação Caprichoso
25/06/2021 às 11:50

Os Paikicés, como são conhecidos os condutores de alegoria do Boi Caprichoso, iniciaram na manhã desta sexta-feira (25/06) o translado das estruturas do Galpão Central para a concentração do Bumbódromo. O trabalho faz parte do planejamento artístico para a Live Parintins 2021, evento que ocorre amanhã e marca de forma simbólica o Festival Folclórico de Parintins. Sessenta homens compõe a operação que deve durar até o fim da tarde. 

O serviço é coordenado pelo diretor de concentração e membro do Conselho de Arte, Zandonaide Bastos. Ele explica que o Caprichoso prepara um espetáculo grandioso, com alegorias nas mesmas proporções de uma noite de Festival. “Hoje vamos levá-las para concentração, realizar todos os testes e amanhã vamos fazer uma apresentação gigantesca, eu afirmo até que a arena vai ficar pequena para o Caprichoso, pelo tamanho de nossas estruturas. Nosso torcedor vai, mais uma vez, ser sentir orgulhoso de ser azul e branco”, enfatiza. 



Para o presidente do Conselho de Arte. Ericky Nakanome, a operação sintetiza todo o esforço que foi feito para que a tradição do boi-bumbá fosse mantida. “Vamos voltar à nossa trincheira, ao lado azul da concentração do Bumbódromo. É um momento diferente para nós, com um elenco de artistas reduzido fazendo este trabalho, mas ainda assim com o sentimento vivo, com esperança de que em breve nós possamos viver tudo outra vez”, afirma. 

A operação conta com a ajuda de duas empilhadeiras, e recebe o apoio dos agentes da Empresa Municipal de Trânsito e Transporte (EMTT), que realizam a sinalização o trajeto do galpão até a Praça dos Bois.

O presidente do bumbá, Jender Lobato, destaca a união de todos os artistas envolvidos na operação. “É uma felicidade poder acompanhar este momento, ver a alegria de nossos Paikicés e poder contemplar a história sendo escrita. Em mais um ano não teremos nosso torcedor nas arquibancadas, porém todos aqui estão focados em apresentar um espetáculo à altura do nosso Festival”, destaca. 

Bênção dos Paikicés

Antes do início do translado, a equipe de operação e as próprias alegorias foram abençoadas durante um momento de oração, conduzido pelo pároco da Paróquia de Nossa Senhora Lourdes, padre Paulo Di Lello. A corrente de reflexão foi marcada pela emoção e entusiasmo dos Paikicés. A Live Parintins 2021 será transmitida ao vivo pela TV A Crítica, emissora que detém os direitos de imagem do Festival Folclórico de Parintins, a partir das 22 horas (Horário de Brasília).

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.