Terça-feira, 19 de Novembro de 2019
TWITTEIRO

Bolsonaro já postou 1.996 tweets desde que assumiu a presidência

Boa parte das mensagens foram digitadas por seu filho Carlos, o 02, responsável pelo sucesso das redes do pai na campanha eleitoral de 2018 e por várias das publicações controversas do presidente



13123654832112_491ED970-BEFE-4FB8-8B51-2A0EA44B8F6D.jpg Foto: Reprodução
08/11/2019 às 08:07

A relação do presidente Jair Bolsonaro (PSL) com o Twitter é frenética. Ele usou a rede social para anunciar os seus ministros, demitir funcionários e atacar opositores e instituições, como o Supremo Tribunal Federal (STF) e o seu próprio partido. Os 280 caracteres da plataforma, a preferida do presidente, foram pouco para tantas polêmicas criadas e difundidas por Bolsonaro.

Muitas delas digitadas por seu filho Carlos, o 02, responsável pelo sucesso das redes do pai na campanha eleitoral de 2018 e por várias das publicações controversas do presidente. O Congresso em Foco analisou a rede social de Bolsonaro desde que ele assumiu o cargo, em 1º de janeiro, até 31 de outubro. Nesse período, foram quase 1.996 tweets, o que representa uma média de 6,5 tweets a cada dia ou 1,1 tweet a cada quatro horas. A análise não levou em conta retweets.

Tarcisio é o queridinho

Entre os perfis mais mencionados pelo presidente nesses 304 dias, o ministro da Infraestrutura, Tarcisio de Freitas, ficou em primeiro lugar. Apesar de não ser um dos representantes mais conhecidos popularmente da Esplanada dos Ministérios, Tarcisio tem conseguido formular uma agenda positiva para o governo, com a concessão de rodovias, aeroportos e ferrovias. O nome de Tarcisio apareceu em pelo menos 31 tweets, dos quais 23 em outubro.

A quantidade é igual à de citações do Ministério da Infraestrutura. Na maioria dos casos, o ministro e sua pasta foram utilizados na mesma publicação, mas há posts em que um ou outro é mencionado.



O terceiro usuário mais lembrado pelo presidente no Twitter é o ex-juiz da Operação Lava Jato em Curitiba e ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.
Ele foi marcado 27 vezes. Ao contrário de Tarcisio, no entanto, os tweets do ministro não estão necessariamente vinculados à sua pasta, que foi mencionada apenas cinco vezes.

Moro é o ministro com maio aprovação no governo, de acordo com pesquisas de opinião pública. Na última delas, divulgada pelo Datafolha no começo de setembro, ele era considerado bom ou ótimo por 51% da população brasileira.

Com 24 menções, o Ministério da Economia ficou em quarto lugar. A pasta comandada por Paulo Guedes, que não tem Twitter, foi citada dez vezes no último mês.
 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.