Sábado, 15 de Maio de 2021
DECLARAÇÃO

Bolsonaro: país pode terminar 2020 com mais empregos do que em 2019

Hoje (26), o Ministério da Economia divulgou que, pelo quarto mês consecutivo, o saldo de geração de empregos no Caged ficou positivo



codex_e_super.br_e_do_8_fcpzzb_261120202051_4C505AD3-452A-4F4E-A530-5EA171CF6861.jpg Foto: Marcelo Alencar/Reuters
26/11/2020 às 18:34

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (26) que as projeções indicam que o país pode terminar o ano de 2020 com mais empregos do que em 2019. Ele comemorou o resultado positivo na criação de empregos formais, segundo balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério da Economia, que apontou um saldo positivo de 394,9 mil empregos em outubro.

"Desde julho, agosto e setembro, tivemos superávit, saldo positivo, no Caged. Agora, levando-se em conta outubro, o Caged nos deu um superávit de 400 mil novos empregos com carteira assinada. Se nós acreditarmos em projeções, vamos terminar o ano, no mês de dezembro, com mais gente empregada do que dezembro do ano passado. Isso atravessando uma pandemia", disse durante cerimônia no Palácio do Planalto que marcou o lançamento de um novo sistema de gestão documental digital do governo. 



Hoje (26), o Ministério da Economia divulgou que, pelo quarto mês consecutivo, o saldo de geração de empregos no Caged ficou positivo. Foram criadas 394.989 vagas com carteira assinada em outubro, resultado de 1.548.628 admissões e de 1.153.639 desligamentos. O resultado é um recorde na série histórica iniciada em 1992.

Atualmente, a estimativa da população desocupada no Brasil é de cerca de 13,5 milhões, segundo a última edição da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), publicada em outubro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.