Publicidade
Cotidiano
SAÚDE

Bolsonaro segue na UTI e terá que passar por nova cirurgia, diz boletim

Médicos afirmam que o candidato à Presidência ainda está em estado grave por conta das lesões intestinais, mas sem sinal de infecções na região 10/09/2018 às 10:06
Show 000 18v7i0 ac85dce0 ba86 456f 871a 430877ba93c1
(Foto: Evaristo Sá / AFP)
acritica.com Manaus

O quadro do deputado federal e candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), ainda é grave, conforme boletim médico divulgado hoje pelo hospital Albert Einstein, onde ele está internado.  O presidenciável foi esfaqueado na última quinta-feira (6), durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

Conforme o boletim, assinado pelos médicos  Antônio Luiz Macedo, cirurgião, e Leandro Echenique, clínico e cardiologista, Bolsonaro deve passar, posteriormente, por uma nova cirurgia de grande porte, "a fim de reconstruir o trânsito intestinal e retirar a bolsa de colostomia".  

A bolsa de colostomia - quando a área lesionada fica para fora do corpo - foi feita em função de lesões graves do intestino grosso e delgado, conforme o boletim. Por conta de toda situação, ele segue internado na UTI do hospital.

Conforme o boletim, "o paciente permanece ainda com sonda gástrica aberta e em íleo paralítico (paralisia intestinal), que ocorre habitualmente depois de grandes cirurgias e traumas abdominais". Ainda segundo o boletim, Bolsonaro segue sem sinais de infeccção.

 

Publicidade
Publicidade