Terça-feira, 18 de Maio de 2021
ÁUDIO REVELADO

Bolsonaro sugere impeachment de ministros e tenta se blindar da CPI da Covid

Senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) revelou áudio de conversa com o presidente a respeito da CPI da Covid-19



bolsonaro-kajuru-1-1_14E11CCE-8539-40B8-9B47-8AD51FBC58E8.jpg Foto: Divulgação
12/04/2021 às 09:15

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) revelou neste domingo uma conversa que teve com o presidente Jair Bolsonaro a respeito da CPI da Covid. Em um diálogo de cerca de seis minutos, Bolsonaro reclamou que o escopo da CPI será apenas de investigação contra o governo federal e cobrou que governadores e prefeitos sejam chamados para prestar satisfações.

O presidente também pediu a Kajuru que pressione o Supremo a abrir processo de impeachment contra ministros da corte, sugerindo que, assim, o tribunal poderá recuar da decisão de determinar ao presidente do Senado a instalação da CPI.



"Você tem de fazer do limão uma limonada. Tem de peticionar o Supremo para colocar em pauta o impeachment (de ministros) também", disse o presidente ao senador. "Sabe o que eu acho que vai acontecer, eles vão recuperar tudo. Não tem CPI... não tem investigação de ninguém do Supremo", afirmou o presidente.  Kajuru respondeu que já tinha entrado com pedido de afastamento do ministro do STF Alexandre de Moraes. "Você é dez", comemorou Bolsonaro.

"Nós dois estamos afinados. CPI ampla e investigar ministros do Supremo. Ponto final", disse o presidente ao senador.

A queixa de Bolsonaro com Kajuru, um dos senadores que recorreram ao Supremo pedindo a instalação da CPI, é que o objeto de investigação não incluiria o papel de prefeitos e governadores no combate à pandemia e que a investigação poderia trazer problemas para o governo federal. "Tem que mudar o objetivo da CPI – tem que ser ampla", pede o presidente ao senador.

"O objetivo do autor, que eu não sei quem é, é investigar omissões do governo federal no tratamento da covid", insiste Bolsonaro. "[A CPI] Iria para cima de mim." O presidente disse acreditar que a CPI poderá trazer danos ao seu governo: "Se não mudar, a CPI vai simplesmente ouvir o Pazuello, ouvir gente nossa, para fazer um relatório sacana".

Ouça a íntegra da conversa:

Apesar da conversa ter sido postada no perfil de Kajuru, o clima entre os dois tem momentos de desconfiança – Bolsonaro se queixa diversas vezes a Kajuru, que cobra do presidente que separe "o joio do trigo" entre os senadores.

Bolsonaro voltou, durante a conversa por telefone a se eximir de qualquer culpa pelas mortes por coronavírus no país – que chegaram, neste final de semana, a 350 mil. "Vai morrer gente no Brasil – agora, podia morrer menos gente se os governadores e prefeitos todos pegassem o recurso e aplicassem em postos de saúde e hospitais", disse. Bolsonaro, considerado por especialistas como um dos principais responsáveis pelo insucesso no combate à pandemia – a ponto de se discutir se houve crime de genocídio ou não– não apresentou provas ou casos concreto de desvio de dinheiro de outros entes da federação.

Kajuru assinou, com o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), um mandado de segurança que pede que a CPI da covid seja instalada pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG). Pacheco disse que cumprirá a ordem, mas o caso foi pautado para a quarta-feira (14) no plenário do Supremo.  Os ministros deverão decidir se concordam com a decisão de Luis Roberto Barroso de obrigar a abertura dos trabalhos, objeto de resistência do senador mineiro.

Com informações do site Congresso Em Foco.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.