Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
CRÍTICAS

Bolsonaro tem 'apreço especial' por Heleno, diz porta-voz após críticas de filho do presidente

No Twitter, Carlos Bolsonaro disse que não andava com seguranças do GSI porque, embora acredite que a grande maioria deles sejam homens de bem, estão subordinados 'a algo que eu não acredito'



aaaaaaaaaa_3F8F6731-5506-41CF-A0AA-FEE1CA9168DC.JPG Bolsonaro tem "apreço especial" por Heleno (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
03/07/2019 às 09:38

O presidente Jair Bolsonaro tem um “apreço especial” pelo general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional, tendo-o como um “sênior” entre os titulares do primeiro escalão do governo com o qual dialoga e troca ideias, disse o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, em briefing no Palácio do Planalto nesta terça-feira à noite.

Segundo o porta-voz, o presidente não fez comentários a respeito de declarações feitas pelo filho dele, o vereador fluminense Carlos Bolsonaro (PSC), em redes sociais.

Na véspera, no Twitter, Carlos disse que não andava com seguranças do GSI porque, embora acredite que a grande maioria deles sejam homens de bem, estão subordinados “a algo que eu não acredito”.

“O presidente, não apenas neste caso específico, por tratar-se do seu filho, o vereador Carlos, mas em outros eventos, ele não comenta posições pessoais em quaisquer que sejam as mídias sociais”, disse o porta-voz, que acrescentou que Bolsonaro manifesta apoio a Heleno diariamente.

“(O presidente) tem um apreço especial pelo general, o tem como dos ministros sênior, com quem ele dialoga e troca ideias. Isso, claramente, deixa ao general Heleno a sensação e a certeza da confiança do presidente no trabalho que ele desenvolve”, completou.

Não é a primeira vez que Carlos Bolsonaro critica um integrante do primeiro escalão do governo. Queixas dele ajudaram na queda de Gustavo Bebianno —ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência— e do general Carlos Alberto Santos Cruz —ex-titular da Secretaria de Governo.

Apesar das declarações do porta-voz, o presidente não deu declarações públicas de apoio a Heleno após o comentário de Carlos Bolsonaro no Twitter.

Rêgo Barros disse que todos os 22 ministros do governo têm o reconhecimento, o apreço e a confiança do presidente.

PREVIDÊNCIA

O porta-voz foi questionado sobre protestos em Brasília feitos nesta terça-feira por policiais contra mudanças na reforma da Previdência que reduziriam benefícios especiais na aposentadoria deles. Ele disse que o presidente entende que as forças de segurança, especialmente as federais, são essenciais para o país.

Segundo Barros, embora o presidente sempre tenha acompanhado demandas das forças de segurança e militares, ele coloca a aprovação da reforma acima de quaisquer categorias.

O porta-voz disse que Bolsonaro deve visitar a China em outubro e, sem dar detalhes, indicou que a comitiva presidencial deve visitar outros países da região.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.