Publicidade
Cotidiano
NAUFRÁGIO

Bombeiros continuam buscas por crianças desaparecidas em naufrágio de N. Olinda

Lancha com 21 pessoas sofreu problema no motor e foi arrastada por forte correnteza do rio Madeira para debaixo de estrutura do porto da cidade 10/03/2017 às 13:28 - Atualizado em 10/03/2017 às 13:31
Show 5d88d421 2b1a 486f bfaf 146339612fcf
Foto: Divulgação/Bombeiros
Vinicius Leal Manaus (AM)

A Marinha do Brasil e o Corpo de Bombeiros continuaram na manhã desta sexta-feira (10), sem sucesso, as buscas por duas crianças, de 1 e 5 anos, que desapareceram após naufrágio de uma lancha ocorrido ontem, por volta das 12h40, no rio Madeira, nas proximidades do porto de Nova Olinda do Norte, município a 135 quilômetros de Manaus. A embarcação com 21 pessoas sofreu problema no motor e foi arrastada por forte correnteza para debaixo de estrutura do porto da cidade.

Segundo o delegado Mauro Canale, da 47ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), que conduz as investigações, o condutor da embarcação, identificado como Alisson Graça Pontes, 24, prestou depoimento e foi liberado. Segundo o piloto, no momento do naufrágio chovia bastante e o motor da embarcação parou de funcionar. Em seguida, uma forte correnteza arrastou a lancha, que colidiu com a estrutura do porto e atravessou por baixo dela.

Segundo a Marinha e os bombeiros, a lancha identificada como Vó Mulata saiu da comunidade de Rosarinho, em Autazes, a 113 quilômetros de Manaus, faria parada em Nova Olinda do Norte, e seguiria viagem para Borba, a 151 quilômetros da capital, quando apresentou problemas e afundou. “Existe a suspeita que o eixo de direção da lancha tenha quebrado e com a velocidade tenha acontecido o acidente”, divulgou, ontem, a Polícia Militar.

Sobreviventes

Os 19 passageiros da lancha resgatados foram socorridos e levados ao Hospital de Nova Olinda do Norte Dr. Galo Manoel Ibanes. Segundo a Polícia Civil, todos estão em estado de saúde estável. A identificação tanto das crianças desaparecidas quanto dos sobreviventes não foi divulgada pelas autoridades.

Outros casos

Outros dois casos envolvendo embarcações foram registrados no Amazonas nesta quinta-feira (9). Em Itapiranga um menino de 3 anos desapareceu após cair de uma balsa no rio Uatumã, e em Caapiranga três crianças desapareceram após uma canoa afundar no rio Manacapuru, próximo a comunidade Dominguinhos, sendo que duas crianças já foram encontradas. Os órgãos não atualizaram informações sobre esses dois casos.

Publicidade
Publicidade