Sábado, 20 de Julho de 2019
Notícias

Bombeiros e PMs aprovados em concursos públicos cobram nomeação de Governo

O concurso foi realizado em 2009 e ofereceu 1.239 vagas para oficiais combatentes e profissionais da saúde, que nunca foram preenchidas



1.gif Concursados se reuniram na ALE e articularam forma de cobrar o governo
10/05/2013 às 09:21

Os aprovados nos concursos públicos do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) vão marcar audiência com o Governador do Estado, Omar Aziz, para cobrarem a convocação após quatro anos de promessas. Nesta quinta-feira (09), cerca de 200 deles estiveram reunidos com os deputados Marcelo Ramos (PSB) e Luiz Castro (PPS) para tirar uma comissão que será recebida pelo governador.

O concurso do Corpo de Bombeiros foi realizado em 2009 e ofereceu 1.239 vagas para oficiais combatentes e profissionais da saúde, que nunca foram preenchidas. Já os candidatos do concurso da Polícia Militar, realizado em 2011, aguardam convocação do cadastro de reserva prometido pelo governo, que criou 5 mil novas vagas na área da segurança pública.

A PM-AM realizou a chamada dos 2.473 oficiais e soldados aprovados, e agora prometeu nomear mais 600 candidatos na lista de espera, entre eles Felipe Peres, que querem mais vagas.

O deputado Marcelo Ramos também prometeu conversar com o secretário estadual de Saúde sobre o destino das Unidades de Pronto Atendimento (UPA), onde deveriam ser lotados os profissionais de saúde como enfermeiros, médicos, farmacêuticos, dentistas, psicólogos e assistentes sociais. Das sete UPAs prometidas pelo então do governador Eduardo Braga, em 2009, apenas duas foram construídas e serão inauguradas em breve, sendo uma na Cidade Nova e outra no Campos Sales. “O Estado precisa de profissionais de saúde e não chamam. Precisamos entender isso”, disse Ramos.

Segundo o deputado Luiz Castro, a indefinição dos bombeiros é por conta da mudança de posicionamento do governador Omar Aziz, que entende que as UPAs devem ser geridas pela Superintendência Estadual de Saúde (Susam), ao invés dos bombeiros.

O presidente da comissão de aprovados no concurso dos Bombeiros, Antônio Júnior, disse que o comandante do Corpo de Bombeiros prometeu que os aprovados seriam convocados, o que gerou uma ansiedade das pessoas e até constrangimento, visto que muitos pediram demissões de seus empregos, acreditando que assumiriam as vagas. Segundo ele, 800 profissionais de saúde aguardam chamadas.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.