Publicidade
Cotidiano
Arte

Borracheiro transforma pneus velhos em balanços, poltronas e até motos

Ele começou a desenvolver a atividade de artesão neste ano e coleciona elogios e clientes. Ao lado da esposa e dos filhos o artesão viu no pneu, um meio de sustento 28/08/2016 às 07:00
Show 01
(Foto: Euzivaldo Queiroz)
Luana Carvalho Manaus (AM)

O que levaria até 600 anos para se decompor na natureza, causando danos ao meio ambiente e para a saúde pública, virou matéria prima de arte para o ex-borracheiro Willians Costa Silva, 42. Ele viu na sua principal fonte de renda um novo meio de empreender e resolveu transformar pneus velhos em poltronas, lixeiras, balanços, animais e até motos.

“Eu trabalhava na área de borracharia, e como a coisa não tava muito legal, comecei a pesquisar na internet meios de transformar o pneu em arte. Fiz minha primeira poltrona, levei pro tarumã que era meu ponto de venda, o pessoal gostou, começou a pedir e fui me aperfeiçoando ainda mais”, conta.

Ele começou a desenvolver a atividade de artesão neste ano e coleciona elogios e clientes. Ao lado da esposa, Maria Ivete Procópio, 46, e dos filhos Elias, 24 e Isaías, 23, o artesão viu no pneu, um dos maiores vilões da natureza, um meio de sustento.

Com alguns materiais básicos de corte de borracha, ele transformou a varanda de casa em uma verdadeira oficina. Lá, seus produtos mais vendidos, como as lixeiras e poltronas, despertam a curiosidade de quem passa pela frente.

Agora, ele está construindo o mais desafiados dos artesanatos: uma motocicleta ‘custom’ toda feita com pneu. O trabalho está em conclusão, mas já “engana” perfeitamente. “Sempre quando vou sair brinco com minha família. Subo na moto e digo que já estou indo”, comentou.

Todo o material utilizado nos produtos é feito de pneu. Nada de ferro, a não ser os parafusos para pregar a borracha. Recentemente, ele fez um jacaré de borracha. Até para os dentes do animal de borracha ele usou o pneu como matéria prima.

“Nossos produtos sempre passam por um teste de qualidade, principalmente as poltronas. São materiais bons, duradouros, que podem servir a vida inteira”, completou o micro-empreendedor.

Os preços são bem acessíveis. Uma poltrona, por exemplo, varia entre R$ 150 a R$170 reais. A lixeira também é vendida pela mesma faixa. “Faço de tudo, desde mesas à brinquedos para crianças. Aceito qualquer desafio”.

Decoração que salva a natureza

Além de decorar ambientes, Willians presta, com seu trabalho, um imenso serviço ao meio ambiente. Isto porque a maioria dos pneus utilizados nos produtos são recolhidos das ruas.

“O pneu é um inimigo da natureza, demora centenas de anos para se decompor e também pode servir de local para reprodução de mosquitos. Por isso, saio recolhendo pneus nas ruas, nas borracharias, e em qualquer lugar que eu ver um pneu abandonado. Muita gente não sabe, mas esse tipo de material dá pra ser reutilizado em várias coisas”, explicou.

Os produtos dele estão disponíveis na página no Facebook dele, “Willians Silva”, ou pelo telefone (92) 99219-2267.

Publicidade
Publicidade