Publicidade
Cotidiano
Notícias

Braço da Al Qaeda no Iêmen assume autoria pelo atentado à revista francesa Charlie Hebdo

O membro do grupo declarou que a Al Qaeda 'dirigiu as operações e que eles escolheram os alvos cuidadosamente' 09/01/2015 às 18:52
Show 1
Polícia francesa executou os irmãos Kouachi, acusados do atentado ao Charlie Hebdo
ACRITICA.COM ---

O grupo terrorista Al Qaeda assumiu a autoria do ataque contra a sede da revista francesa Charlie Hebdo nesta sexta-feira (9). Segundo  a agência Associate Press, o anúncio foi feito por um membro da organização baseado no Iêmen.

Também nesta sexta, os irmãos Said e Cherif Kouachi, suspeitos pelo atentado, realizado na última quarta-feira (7), foram mortos em Dammartin-en-Goële, a cerca de 40 km de Paris, em uma operação policial de resgate, após três dias foragidos.

O membro da Al Qaeda declarou que "a liderança da AQAP [sigla da Al Qaeda na Península Arábica] dirigiu as operações e que eles escolheram os alvos cuidadosamente" e que o anúncio da autoria foi atrasado "por questões de segurança".

Onda terrorista

Nos últimos três dias, a França foi vítima de sucessivos ataques terroristas que já causaram 18 mortes. Dessas, 12 aconteceram no ataque a Charlie Hebdo, uma, no ataque à policial de Montrouge desta quinta-feira (8), e cinco, no sequestro à loja judaica em Paris ocorrido nesta sexta (9).

O suspeito de matar a policial e realizar o sequestro na loja, Amedy Coulibaly, foi morto pela polícia na operação que almejava prendê-lo pelo sequestro. Na ocasião, além dos quatro reféns que morreram, outros quatro ficaram feridos. O presidente francês, François Hollande, disse que as mortes eram “uma tragédia para a nação”.

Publicidade
Publicidade