Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019
Notícias

Brasil descarta suspeita de Ebola após segundo exame em paciente dar negativo

O caso do paciente com suspeita de infecção por ebola foi notificado em Cascavel (PR) na última quinta-feira (9) 



1.jpg Ministério da Saúde descartou Ebola
13/10/2014 às 15:54

O segundo exame para diagnóstico de Ebola do paciente da Guiné internado em isolamento no Rio de Janeiro por suspeita de Ebola também teve resultado negativo e a doença foi definitivamente descartada, informou o Ministério da Saúde nesta segunda-feira.

"A informação é de que o estado geral dele é excelente, está bem... não é ebola, com certeza", afirmou o ministro da Saúde, Arthur Chioro, em entrevista coletiva.



A contraprova confirma o resultado negativo do primeiro exame realizado no Instituto Evandro Chagas, no Pará, para o primeiro caso suspeito no Brasil do vírus letal, cujo surto mais grave já registrado matou mais de 4.000 pessoas até o momento, a maioria em Guiné, Libéria e Serra Leoa, na África Ocidental.

O homem de 47 anos, que chegou ao Brasil em 19 de setembro procedente de Guiné e que declarou-se refugiado político, foi considerado um caso suspeito depois de ter recorrido na quinta-feira passada a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Cascavel, no Paraná, após apresentar febre.

Ele foi transferido na sexta-feira sob um esquema especial para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio, onde permaneceu em isolamento para evitar contaminação mesmo após o primeiro resultado negativo para o doença em exame realizado na sexta-feira.

Com a confirmação do resultado negativo na contraprova, o paciente sairá do isolamento e o sistema de vigilância das 64 pessoas que tiveram contato direto ou indireto com ele durante período de possível transmissão da doença será desmontado, de acordo com o ministério.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.