Publicidade
Cotidiano
VOTAÇÃO

Brasileiros vão se unir depois das eleições, diz Temer após votar em São Paulo

O presidente votou logo pela manhã e afirmou ainda que o poder não é de nenhum governante, mas sim do povo 07/10/2018 às 08:38
Show temer 8149e478 5767 4e1c a6de 151d6b15ef42
(Foto: Presidente Michel Temer 22/05/2018 REUTERS/Ueslei Marcelino)
Leonardo Benassatto - Reuters

O presidente Michel Temer disse neste domingo, após votar logo pela manhã em São Paulo, que os brasileiros irão se unir após as eleições, afirmando que o poder não é de nenhum governante, mas sim do povo.

“Essa coisa de brasileiro contra brasileiro, você tem que ter brasileiro com brasileiro, e estas eleições vão revelar exatamente isso. Logo depois de terminado o pleito, a votação no dia de hoje, vocês verão que todos os brasileiros vão se unir. Eu não tenho dúvida disso”, disse Temer a repórteres depois de votar em um colégio da capital paulista.

Questionado sobre a possibilidade de entregar o poder ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro, que lidera as pesquisas de intenção de voto para o Palácio do Planalto, Temer disse que é a vontade do povo que determinará quem será eleito.

“Quem for eleito, é a vontade do povo. A vontade do povo é que determina. Aliás, isso não é uma determinação nossa, é uma determinação da Constituição. O poder não é nosso, nem será do Bolsonaro, nem do (Fernando) Haddad (PT), de quem seja. O poder é do povo. O povo decidindo, tomará posse”, disse.

O presidente respondeu também a dúvidas sobre a segurança do sistema de urnas eletrônicas. “Eu acredito nas urnas eletrônicas. Sempre deram certo, não houve nunca nenhum problema. Não há nenhum problema em relação às urnas eletrônicas”, disse.

Marcada por turbulências que variaram da expectativa em torno de decisões judiciais sobre a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao ataque a faca contra Bolsonaro, a eleição presidencial de 2018 chega ao primeiro turno neste domingo com a expectativa de levar à rodada decisiva de votação um duelo entre petismo e antipetismo.

Publicidade
Publicidade