Publicidade
Cotidiano
Notícias

Briga entre vizinhos termina em tragédia em Manacapuru

Adenildo Sales desferiu duas facadas no pescoço de Francisco Pereira e após a morte, o irmão da vítima tentou se vingar com um terçado 17/11/2013 às 17:47
Show 1
O ajudante de pedreiro Francisco Pereira da Silva não resistiu e foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML)
Jaíze Alencar Manaus (AM)

Uma briga entre vizinhos em Manacapuru, a 84 quilômetros de Manaus, na noite de sábado (16) terminou em tragédia. Durante uma discussão em um bar do município, um ajudante de pedreiro foi morto a facadas. Após o ocorrido, Henrique Rodrigues da Silva resolveu vingar-se do suspeito de matar seu irmão e acabou ameaçando policiais e sendo alvejado por um tiro.

O ajudante de pedreiro Francisco Pereira da Silva e o autônomo Adenildo Sales de Siqueira, 25, bebiam juntos no Beco do Boto, bairro Terra Preta – considerada uma das áreas mais perigosas do município –, quando iniciaram uma discussão. 

Segundo informações da polícia, Adenildo desferiu duas facadas no pescoço de Francisco. O ajudante de pedreiro ainda foi levado com vida ao hospital Lázaro Reis, mas, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. A Polícia Militar de Manacapuru foi acionada e conseguiu prender Adenildo Sales. 

Vingança

Quando tudo parecia sobcontrole, Henrique Rodrigues da Silva, 34, irmão da vítima, resolveu vingar-se de Adenildo. Armado com um terçado e aparentemente alcoolizado, Henrique saiu de sua casa (na Rua Projetada 3, no mesmo bairro) em busca do suposto assassino e quando o encontrou, ele já estava em poder da PM, de acordo com informações da polícia. 

Os policiais pediram que Henrique largasse o terçado, mas ele não obedeceu e ainda resolveu avançar em direção da viatura, fazendo ameaças. Os PMs então, efetuaram um disparo que atingiu Henrique na perna esquerda.

Ele foi encaminhado para o hospital Lázaro Reis e posteriormente para o 28 de agosto, em Manaus. Quando receber alta, ele deve ser indiciado por tentativa de homicídio. Já Adenildo deve ser transferido ainda hoje para a cadeia pública Raimundo Vidal Pessoa, onde aguardará julgamento.

Com informações do Repórter Adan Garantizado

Publicidade
Publicidade