Publicidade
Cotidiano
Notícias

Cadáver é encontrado com perfurações de chave de fenda na Zona Norte de Manaus

A vítima foi encontrada nos fundos de uma casa em construção próxima a um igarapé. Além das estocadas, o homem ainda teve a cabeça esmagada por golpes de tijolo 12/09/2014 às 12:24
Show 1
O corpo foi encontrado junto a uma pilha de tijolos com várias perfurações de chave de fenda e a cabeça esmagada.
Denir Simplício Manaus (AM)

O cadáver de um homem ainda não identificado foi encontrado na manhã desta sexta-feira (12), nos fundos de um terreno, na avenida Santa Marta, na comunidade Jesus me Deu, no bairro Terra Nova, na Zona Norte de Manaus. A vítima foi encontrada com pelo menos cinco perfurações de chave de fenda e a cabeça esmagada por tijolos. A polícia acredita que o crime tenha sido cometido na rua e, posteriormente, o corpo tenha sido arrastado para o local.

Por volta das 8h, o aposentado Francisco Menezes, de 67 anos, que é dono do imóvel, foi até o local para ver como estava o andamento das obras, quando se deparou com o cadáver em seu quintal. Em seguida foi em direção à rua e chamou um morador que passava e pediu para ele chamar a polícia.

A vítima, que aparenta ter entre 25 e 30 anos, estava deitada de bruços e trajando uma bermuda preta e uma camiseta amarela quando foi encontrado. Ao seu lado estava uma chave de fendas toda ensanguentada e vários tijolos quebrados e sujos de sangue.

Policiais da 18ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que foram até o local, notaram pelo menos cinco perfurações no tórax da vítima, além de vários afundamentos em sua cabeça, provavelmente, feitas com golpes de tijolo.

Os peritos do Instituto Médico Legal (IML) foram acionados e desconfiam que o crime tenha sido cometido na rua e, posteriormente, o corpo foi arrastado para os fundos do terreno. Havia sinais de sangue na via que seguiam até onde o homem foi encontrado.

Os agentes do órgão não confirmaram, mas a vítima possivelmente ainda estava viva após receber as estocadas, e deve ter sido morta pelas tijoladas que recebeu na cabeça. O caso será investigado pelos policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

*Com informações da repórter Girlene Medeiros

Publicidade
Publicidade