Terça-feira, 12 de Novembro de 2019
Notícias

Caixa Econômica Federal cria programa para ‘fisgar’ lojistas

Podem participar comerciantes que usarem máquina da Cielo ou Redecard e recebem as transações em contas vinculadas à Caixa



1.jpg Vendas realizadas pelos lojistas serão convertida pela Caixa em pontos
07/06/2013 às 08:48

A Caixa lançou nesta quinta-feira (06) o “Caixa Lojista”, novo programa de relacionamento voltado para estabelecimentos comerciais. Podem participar os comerciantes que efetuarem suas vendas com cartões de crédito e débito nas máquinas Cielo ou Redecard e recebem as transações em contas vinculadas à Caixa. Ao fim de cada mês, o valor dessas vendas será convertido em pontos, que poderão ser trocados por prêmios como produtos, viagens e pagamento de contas (água, luz e telefone).

Inicialmente, cerca de 90 mil comerciantes previamente selecionados pelo banco participam do programa. Depois desse primeiro momento, a ação será aberta para todos os interessados.  Quanto maior o faturamento do lojista nas condições do programa, mais pontos ele ganha. Para o diretor executivo de Cartões da Caixa, Mário Ferreira Neto, “o programa fortalece o relacionamento com os comerciantes que possuem domicílio bancário na Caixa. O objetivo é repassar vantagens exclusivas para nossos clientes”.



Além do catálogo de prêmios, o lojista ainda tem descontos em lojas parceiras, participa sorteios de produtos e pontos extras, e acesso a uma plataforma de relacionamento para se comunicar diretamente com seus clientes por meio de mensagens eletrônicas. Há, ainda, um campo com extrato de pontos, vídeos, entrevistas e dicas sobre produtos CAIXA para expandir os negócios do lojista.

Para mais informações, basta acessar o site do programa: www.caixalojista.com.br.

Feirão

O 9º Feirão Caixa da Casa Própria de Manaus abre hoje, em uma parceria com o Sindicato das Indústrias da Construção Civil no Amazonas (Sinduscon-AM). Às 16h será feita a cerimônia de abertura, destinada aos expositores, empregados Caixa e imprensa.

O Feirão reúne 15 construtoras, três imobiliárias e duas lojas de modulados. Os valores dos imóveis a serem ofertados pelos expositores variam de R$ 100 mil a R$ 2 milhões. Serão 70 empregados Caixa presentes no evento, que tem a expectativa de 35 mil pessoas durante os três dias.

Quem contratar financiamentos com recursos do Fundo de Garatia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) no período do feirão (dentro do evento ou em agências da Caixa) poderá começar a pagar a primeira prestação em janeiro de 2014.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.