Publicidade
Cotidiano
Notícias

Câmara Municipal de Manaus pagou R$ 52 mil a vereadores faltosos

Quarenta e duas ausências dos vereadores, nos meses de fevereiro e março, foram abonadas por meio de justificativas 16/04/2013 às 14:36
Show 1
Quarenta e duas faltas de vereadores da CMM foram compultadas em dois meses
Mariana Lima Manaus

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) pagou R$ 52,6 mil a 19 vereadores que faltaram a sessões plenárias realizadas nos meses de fevereiro e março deste ano. Nesse período, a Casa registrou 42 faltas, das quais 95% foram anuladas por meio da apresentação de justificativas. A lista de presença dos vereadores foi divulgada no site www.cmm.am.gov.br.

O salário bruto de cada um dos 41 vereadores é de R$ 15.031,76 mensais. A presença deles é exigida apenas nas segundas, terças e quartas-feiras das 9h às 12h, dia e horário em que acontecem as sessões plenárias. A presença de um parlamentar a cada uma das doze sessões no mês custa R$ 1.252,64 aos cofres públicos.

A seção de “transparência” do site da CMM indica que 19 vereadores que faltaram a um total de 42 reuniões plenárias receberam o salário integral porque justificaram suas ausências ao presidente da Casa, vereador Bosco Saraiva (PSDB) dentro do prazo regimental.

A lista dos vereadores que justificaram ausência inclui Dr. Alonso (PTC), Arlindo Jr (PPL), Davi Reis (PSDC), Francisco da Jornada (PDT), Gilmar Nascimento (PDT), Isaac Tayah (PSD), Mário Frota (PSDB), Felipe Souza (PTN), Marcel Alexandre (PMDB), Socorro Sampaio (PP), Prof Jacqueline (PPS), Wilker Barreto (PHS), Rosi Matos (PT), Sildomar Abtibol (PRP), Rozenha (PSDB), Jr Ribeiro (PTN), Joãozinho Miranda (PTN), Massami Miki (PSL) e o vereador licenciadao Plínio Valério, que assumiu uma vaga na Câmara de Deputados (PSDB).

Do total de faltas, 26% foram justificadas com o “motivo de força maior”, segundo o site da CMM. Nove vereadores apresentaram atestado médico para abonar as faltas; seis disseram que faltaram para representar a CMM em eventos oficiais.

Regimento InternoA justificativa das ausências é um dos assuntos previstos para ser discutido pela Comissão Especial de Reforma do Regimento Interno da CMM até junho. A proposta, de autoria do presidente da Casa, prevê detalhamento das condições em que o vereador pode usar o “motivo de força maior”.

Em entrevista concedida no dia 27 de fevereiro, datada em que criou a Comissão, Bosco afirmou que seria rígido com o desconto dos salários. “O Regimento vai estabelecer o desconto proporcional ao número de sessões mensais (...) Eu quero que o regimento da Casa estabeleça a forma desse desconto e quando estabelecer o pau vai cantar”, afirmou.

Dicom/CMMO ‘motivo de força’ maior é uma das três justificativas que os 41 vereadores de Manaus dispõem para garantir o pagamento integral do salário quando faltam

Vereadora tem faltas ignoradas

O cruzamento da lista de frequência e com a folha de pagamento Câmara Municipal de Manaus (CMM) indica que a vereadora em primeiro mandato Rosi Matos (PT) faltou a duas sessões plenárias, no mês de fevereiro, mas recebeu salário integral.

Segundo os documentos, a vereadora deixou de comparecer nas reuniões dos dias 26 e 27 de fevereiro, não apresentou justificativa ou não teve o pedido aceito pelo presidente da Casa, vereador Bosco Saraiva (PSDB).

A planilha correspondente a folha de pagamento do mesmo mês indica que apenas os impostos da Providência Social e do Imposto de Renda foram descontados do salário da parlamentar.

O documento disponibiliza uma área genérica para identificar descontos de outras naturezas denominada de “Descontos Diversos”, mas o item aparece zerado do lado do nome da parlamentar na lista de fevereiro.

Procurada às 15h de ontem, por telefone, a diretoria de Comunicação da CMM não soube explicar porque as faltas da vereadora não foram descontadas. Disse que os funcionários responsáveis pela folha de pagamento não se encontravam mais na Casa. A reportagem ligou para o telefone celular da vereadora Rosi Matos, 91XX-XX43, mas as chamadas não foram atendidas.

Publicidade
Publicidade