Segunda-feira, 23 de Setembro de 2019
SOLIDARIEDADE

Campanha online busca arrecadar R$ 990 mil para a Pestalozzi de Nova Olinda do Norte

Associação conta com poucos recursos para manter estrutura e atender aproximadamente 750 pessoas por mês



23/07/2017 às 15:02

‘Espalhe amor’. É com este pedido que uma campanha solidária pretende arrecadar em 60 dias, via site de financiamento coletivo, R$ 990 mil para a Associação Pestalozzi de Nova Olinda do Norte (distante 135 quilômetros de Manaus). O recurso será utilizado para ampliar a estrutura física e social da instituição para que esta possa dar mais qualidade aos atendimentos dos usuários e suas famílias. A doação pode ser feita através do link: www.kickante.com.br/campanhas/espalhe-amor.

A Pestalozzi de Nova Olinda do Norte conta com uma estrutura para atender aproximadamente 750 pessoas mensalmente em um trabalho feito com poucos recursos. Atualmente são 144 associados, dos quais apenas 14 são pagantes, além dos mais de 600 usuários externos que vão até o local para usufruir do ambulatório, fisioterapia e outros serviços oferecidos com a colaboração de assistente social, fonoaudiólogo, nutricionista e psicólogo.

O neto da dona de casa Angelita Maria da Costa, 45, Ruanderson Assunção Oliveira, 6, nasceu com hidrocefalia (acúmulo excessivo de líquido cefalorraquidiano dentro do crânio, que leva ao inchaço cerebral), foi desenganado pelo médico, mas vem superando todas as expectativas com o tratamento que faz na Pestalozzi. “O médico não deu nenhuma esperança, mas hoje o meu neto se movimenta, grita, tem uma qualidade de vida melhor”, relatou.

Angelita (de blusa vermelha) e o neto Ruan com sua turma

Conforme Angelita, o neto começou fazer o tratamento na instituição quando tinha um ano de vida. Ela conta que os próprios fundadores da instituição a procuraram para oferecer os serviços de forma gratuita. “Eles me acharam. Eu não conhecia. Levei o Ruan e quando vi que a terapia, a estimulação e os outros serviços eram muito importantes para ele não deixei mais de levá-lo. Não consigo imaginar como estaria o Ruan se não fosse a Pestalozzi”, observou.

A presidente da Pestalozzi de Nova Olinda do Norte, Gracimar Biazzi, disse que a instituição atua nas áreas de saúde e educação com serviços voltados as pessoas com deficiência (PCDs) congênita ou adquirida. E a necessidade de ampliação de sua estrutura física e social se deve ao aumento da demanda. “Todo mês tem pessoas novas entrando. Fazemos de 600 a 900 atendimentos por mês. Precisamos de um espaço maior para oferecer melhor esses atendimentos”.

Ao todo 44 professores instruem em torno de 150 alunos da Escola de Educação Inclusiva Jaime de Lemos Arouca em atividades como capoeira, jiu-jítsu, dança, música, multifuncional, arte, culinária, artesanato, ateliê e costura. Outros 18 profissionais atuam no apoio e manutenção da instituição como motoristas, cozinheiras, vigias, merendeiras, serviços gerais.

Gracimar contou que a Pestalozzi foi fundada no município, em 2001, pelo irmão Jorge Biazzi, que na época convidou outros amigos, inclusive ela também para tocar o projeto. “As pessoas com deficiência eram trancadas em casa, não estudavam, sofriam muito preconceito e não tinha nenhuma oportunidade. O Jorge vendo tudo isso chamou alguns amigos para mudar essa realidade. Foi quando nos unimos nessa causa e tudo começou. É um trabalho muito humano, de amor, não tem dinheiro que pague a determinação que os profissionais têm”, enfatizou.

Gracimar Biazzi 

Campanha solidária

Lançada no último dia 14, a campanha solidária em prol da Associação Pestalozzi de Nova Olinda do Norte conta com o apoio da Sustental Projetos e da empresa Divitec. As doações podem ser feitas via boleto bancário, cartão de crédito (parcelada em até seis vezes) e por depósito bancário através da conta corrente 5544-1, agência 3748 (banco Bradesco). Até a última sexta-feira, o valor arrecadado somava R$ 1.460.

De acordo com a diretora da Sustental Projetos, Mariana Sena, a meta para implementar, em um ano, todo o planejamento proposto para a Pestalozzi é arrecadar R$ 2,5 milhões. Os R$ 990 mil é só para deixar pelo menos os projetos prontos. “Com o projeto na mão, na medida em que for arrecadando mais recurso, tem como ser executado. Queremos logo subsidiar os projetos iniciais e a capacitação”, disse.

Mariana destacou que o projeto busca empresas que queiram ajudar a alcançar a meta, inclusive estas terão direito à inserção fiscal. E na próxima semana começará a receber doações internacionais. “Não vamos ajudar só a instituição, são 35 mil pessoas que vivem no município e que a qualquer momento poderão recorrer a Pestalozzi. Ela é a única instituição do município que faz esse serviço”, frisou.

Mariana Sena

Apoio nacional

Como trilha principal da campanha, que pretende arrecadar recursos para a ampliação da estrutura física e social da Pestalozzi em Nova Olinda do Norte, foi escolhida a canção ‘Peça felicidade’ da banda Melin, ex-participante do programa Superstar, em 2016, e apoiadora da iniciativa.

Para onde vai o seu dinheiro?

Elaboração de Projeto: Sondagem do solo, arquitetura, estrutural, elétrico, eficiência energética, hidráulica, esgotamento sanitário, SPDA e incêndio.

Construção: Terraplanagem, passeios e passarelas de acesso, reformas para acessibilidade, cozinha e refeitório, sala para atendimento médico fisioterápico, consultório odontológico e médico, ambulatório, salas de atividades multiculturais e de serviços, casa multifuncional, galpão de estrutura metálica, piscina aquecida, vestiários, quadra poliesportiva com arquibancada, parquinho adaptado, horta comunitária, auditório, dentre outras reformas.

Diagnóstico sócio-econômico da instituição

Projeto Socioambiental

Confira o vídeo divulgado pela campanha

Seu dinheiro irá contribuir para tornar mais fácil a vida de pessoas carentes que são portadoras de deficiências físicas e mentais. Se você puder, ajude. Sua contribuição faz a diferença para cada um deles. Acredite!


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.