Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Notícias

Campanha contra HIV é reforçada nas redes sociais

Durante visita a Manaus, ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciou estratégia para atingir os jovens, onde se registrou aumento de casos



1.gif
Aumento do número de testes rápidos é uma das estratégias que o Ministério da Saúde deve adotar para fazer com que mensagem chegue até aos mais jovens
16/01/2013 às 07:37

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, reconheceu a necessidade de regionalizar as campanhas e reforçar a importância da prevenção contra a Aids nas redes sociais com o objetivo de alcançar o público mais jovem. Pesquisas mostram que, nos últimos anos, essa população vem banalizando o aspecto da prevenção, o que tem respondido pelo crescimento do registro de casos da doença nessa faixa etária, especialmente entre os homossexuais. Isso é verificado, segundo o Ministério da Saúde, na quantidade de meninas com idade de 11, 12 e 13 anos grávidas.

Outra situação é o aumento do número de idosos com Aids, dado o comportamento de risco adotado por eles.

O ministro esteve em Manaus e no Município de Borba (a 155 quilômetros da capital) no último sábado, onde inaugurou uma Unidade Básica de Saúde Fluvial (UBSF) destinada a atender moradores de 230 comunidades situadas em seis rios do Amazonas. Na oportunidade, falou sobre o problema que, no seu entendimento, está relacionado ao momento atual. Há duas décadas viam-se grandes artistas que morriam por conta da doença, o que acabava por despertar mais cuidado, ao contrário de hoje, quando não vê mais esse tipo de atitude, segundo Padilha.

(A íntegra deste conteúdo está disponível para assinantes digitais ou na versão impressa).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.